Coluna

Política

Cláudio Humberto

Cláudio Humberto

Cláudio HumbertoCláudio Humberto Rosa e Silva é um jornalista brasileiro, colunista e editor-chefe do Diário do Poder, responsável pela ascensão de Fernando Collor de Mello no cenário político nacional. Sua coluna é reproduzida em jornais de todo o Brasil.

13/10/2019 06h00
Por: Redação

“Desgasta o presidente ter filhos com mania de serem príncipes”

Senador Major Olímpio (PSL-SP), bolsonarista de primeira hora, já no enfrentamento

 

Submarino teve propina milionária para franceses

Não foram apenas PT e Odebrecht que faturaram alto com o projeto bilionário do submarino nuclear brasileiro (Prosub). Em sua delação, o ex-ministro Antonio Palocci detalha os repasses de propina a empresas francesas pela “parceria” no projeto. De acordo com Palocci, Marcelo Odebrecht enviou, em 2008, €50 milhões (R$226 milhões) em propina “à parte francesa” e se queixou que o PT continuava cobrando sua cota

 

Insaciável

Cobrado pelo ex-ministro Guido Mantega, Marcelo Odebrecht teve de pagar R$17 milhões ao ex-tesoureiro do PT João Vaccari.

 

Lobista internacional

Palocci explica na delação que a propina de R$226 milhões foi paga ao lobista José Amaro Pinto Ramos, representante da francesa DCNS.

 

Dinheiro de pinga

A propina francesa parece muito, mas a Odebrecht recebeu cerca de R$7,2 bilhões entre 2009 e 2017 para desenvolver o projeto Prosub.

 

Disfarce fraco

Depois da delação coletiva de executivos da Odebrecht, a DCNS mudou de nome para Naval Group, mas continua envolvida no Prosub.

 

Após Bivar, Bolsonaro briga com o líder do PSL

A bazuca do Palácio do Planalto está apontada para o líder do PSL na Câmara, deputado Delegado Waldir (GO), um dos mais inconformados com a humilhação imposta por Bolsonaro ao partido e a seu presidente, Luciano Bivar. Waldir fez declarações de solidariedade ao partido e a Bivar, e agora é acusado de haver substituído nas comissões da Câmara alguns deputados que ficaram ao lado de Bolsonaro, na briga. 

 

Dívida de gratidão

Delegado Waldir irritou o Planalto ao apoiar o PSL e o presidente do partido. Disse mais: “Devemos o governo Bolsonaro a Bivar”.

 

Gerador de crises

O presidente criou a crise política na semana que prometia ser calma, ao atacar o próprio partido que lhe garantiu a candidatura, em 2018.

 

Candidatura à espreita

Por trás da nova briga produzida por Bolsonaro no próprio governo está sua preferência pelo amigo Major Vitor Hugo para ser o líder do PSL.

 

Faz todo sentido

José Rocha (PL-BA) é o único deputado cuja presença faz sentido na cerimônia de canonização de Irmã Dulce. Médico, ele trabalhou voluntariamente com a santa durante anos, em sua obra social.

PODER SEM PUDOR

Reino animal

No final dos anos 1970, quando Arena e MDB eram os partidos autorizados pela ditadura, vivia em Manaus um comerciante sírio, Salim, conhecido por “Jacaré”. Certo dia, às vésperas da eleição de 1978, recebeu uma ligação: “Aqui é Luís Humberto, da Comissão de Finanças da Arena. Estamos reunindo recursos para a campanha do vice-governador João Bosco, nosso candidato ao Senado. Precisamos de sua contribuição financeira.” Ele respondeu na bucha: “De jeito nenhum, patrício. A Arena só tem leão ou rato. Eu sou Jacaré.”

Com André Brito e Tiago Vasconcelos

www.diariodopoder.com.br

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias