Polícia

Incêndio criminoso causa prejuízo de R$ 350 mil no Santa Maria

O incêndio foi registrado em um depósito de móveis de decoração para festas na rua São Paulo

08/11/2019 06h00Atualizado há 3 dias
Por: Redação
Bombeiros tiveram muito trabalho para combater o fogo: Perícia fez os trabalhos no local na manhã de ontem - Fotos: Juliano Carlos
Bombeiros tiveram muito trabalho para combater o fogo: Perícia fez os trabalhos no local na manhã de ontem - Fotos: Juliano Carlos

 

Juliano Carlos

Militares do Corpo de Bombeiros tiveram muito trabalho para combater um incêndio criminoso de grandes proporções registrado em um galpão de materiais para festa em Uberaba. Os militares gastaram mais de quatro horas nos trabalhos de combate às chamas e mais de 35 mil litros de água. 

O incêndio foi registrado em um depósito de móveis de decoração para festas na rua São Paulo no bairro Santa Maria.

Segundo informações da tenente do corpo de bombeiros Geani Barbosa, os militares foram solicitados por policiais militares que passavam pelo local e depararam com o galpão pegando fogo. Caminhões auto bomba de combate a incêndio juntamente com viaturas de resgate e salvamento do Corpo de Bombeiros foram ao local e os militares utilizaram três linhas de ataque para combater as chamas. Eles gastaram mais 35 mil litros de água e tiveram que fazer revezamento de caminhões para fazer o combate. Após quatro horas os militares conseguiram apagar o fogo. Eles fizeram o rescaldo e constataram que o imóvel e vários materiais foram completamente destruídos, a estrutura foi comprometida e a Defesa Civil foi acionada. O perito criminal João Tomizo Cardoso Sudo da perícia técnica foi ao local de manhã, realizou os trabalhos técnicos e constatou que o incêndio foi criminoso. Ele ainda apurou que pessoas não identificadas foram em um terreno baldio nos fundos do depósito e atearam fogo. 

Em conversa com a reportagem do JORNAL DE UBERABA, de acordo com o responsável pelo imóvel Renato Camargo, disse que o local estava sem energia quando o fogo começou, “esperamos uma apuração da Polícia Civil porque não pode ter acontecido um curto-circuito já que a energia estava desligada, esperamos que o caso seja investigado e os responsáveis possam ser presos”, finalizou Camargo.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias