Polícia

Apreensão de materiais proibidos e início de tumulto na penitenciária

s agentes localizaram dois celulares com bateria, dois chips e uma ponta de cabo USB danificada

09/11/2019 06h00
Por: Redação

Em dois dias, ao menos três ocorrências de apreensão de materiais proibidos e um princípio de motim foram registrados pela Polícia Militar (PM) na Penitenciaria Professor Aluízio Ignácio de Oliveira, em Uberaba, informou ontem o MG1.

Conforme registro de ocorrência, na tarde dessa quinta-feira (7), após evento cultural, um detento de 31 anos foi advertido para que permanecesse sentado no pátio. No entanto, o detento descumpriu as ordens e incitou os outros presos a fazerem o mesmo.

Devido ao fato, um agente disparou munição menos letal em direção ao local. Nenhum detento foi alvejado.

Na quarta-feira (6), duas ocorrências de entrada ilegal de celular e outra por tráfico de drogas foram registradas. Nos três casos, os presos assumiram a propriedade dos objetos, que foram levados à Delegacia de Polícia Civil da cidade.

Após informações de materiais de uso restrito para aquele ambiente, foi realizada uma vistoria na cela 36 do pavilhão II. Dentro de um buraco na parede estavam escondidos 276 porções de cocaína, seis de maconha, um celular com bateria e chip, além de um cabo USB. Ambos seriam de um preso de 38 anos.

Ainda conforme informações do Boletim de Ocorrência (BO), os agentes recebem denúncias de que na cela 19, do pavilhão Galeria Anexo ala A, havia materiais ilícitos.

Os agentes localizaram dois celulares com bateria, dois chips e uma ponta de cabo USB danificada. Um preso, de 31 anos, assumiu a posse dos objetos.

Por fim, durante o procedimento de retirada dos detentos do pavilhão II para o pátio, período de exposição ao sol, foi encontrado na cela 25 um carregador de celular artesanal. Outro detento, de 32 anos, disse que o objeto era dele.

 

Correios e motim - Na última terça-feira (5), um detendo recebeu encomenda por Sedex na penitenciária de Uberaba. Inicialmente, no pacote havia lâmpadas, mas foi verificado a existência de duas placas eletrônicas com estrada USB - geralmente usadas como carregadores de celulares - um cabo USB, outros dois cabos do mesmo modelo danificados e um fone de ouvido.

Já no dia 31 de outubro, outro princípio de motim foi registrado na penitenciária. No mesmo dia, agentes penitenciários apreenderam buchas de maconha, celulares e outros materiais em celas.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias