Prefeitura - Carnaval
Polícia

Trio acusado de roubo a taxista é preso pela Militar

O crime aconteceu na avenida Lucas Borges, na Vila Olímpica

12/11/2019 06h00Atualizado há 2 meses
Por: Redação
Acusados foram detidos minutos após o crime
Acusados foram detidos minutos após o crime

Um trio acusado de agredir e roubar um taxista acabou preso pela Polícia Militar minutos após o assalto. O crime aconteceu na avenida Lucas Borges na Vila Olímpica, onde segundo informações do taxista de 44 anos, ele foi solicitado por “clientes” para fazer uma corrida da rua Colatina no Jardim Espírito Santo até o bairro Cidade Ozanan. No local ele apanhou duas mulheres e um homossexual e ao chegar na avenida Lucas Borges ele foi rendido pelos três suspeitos que o  agrediram e roubaram dois aparelhos celulares e o veículo.

Ainda segundo a vítima, as duas mulheres fugiram no carro e o homossexual fugiu a pé. O taxista roubado se deparou com um companheiro de trabalho, pediu socorro e acionou a Polícia Militar (via 190). Várias viaturas da 41ª Companhia fizeram rastreamentos e encontraram o veículo GM Cobalt de branca, com placas de Uberaba danificado próximo ao estádio Engenheiro João Guido (Uberabão), onde as criminosas abandonaram após se envolverem em um acidente e ainda jogar pedras no para-brisa.

Os militares continuaram os rastreamentos e prenderam uma das suspeitas na avenida Gabriela Castro Cunha e a outra na rua Governador Valadares. Elas foram identificadas como H.H.A.X., e T.C.S.L. Na sequência os policiais prenderam o homossexual L.B.B., próximo ao local do crime e durante buscas eles encontraram os aparelhos celulares roubados. Os acusados de roubo e lesão corporal foram presos em flagrante, levados para a delegacia e apresentados a autoridade policial de plantão. (JC)

 

1comentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias