Prefeitura - Carnaval
Coluna

Vinhos & tal

Carlos Alberto Pereira

Carlos Alberto Pereira

Carlos Alberto PereiraEnófilo, Jornalista, Tecnólogo em Turismo e Hotelaria. Contato: [email protected] / 98412-6446

22/11/2019 06h00
Por: Redação

FIANO

Depois de algumas edições de nossa coluna, tratando de outros temas ligados ao vinho, mas que não eram sobre castas ou tipos de uvas, estamos de volta (à pedido de alguns leitores), trazendo mais uma espécie para conhecimento de todos. Já falei aqui que existem mais de 10 mil tipos diferentes de uvas, sendo que aproximadamente 5 mil destas, são da categoria vits viníferas, aquelas mais indicadas para a produção de vinhos finos. Assim sendo, volto hoje com uma uva autóctone (ou indígena), da Itália, país que é o segundo maior e mais importante produtor de vinhos do planeta!

Estima-se, que são mais de 400 variedades de castas autócnes, lá produzidas, em praticamente todas as regiões da Itália. E como estamos no verão e tenho me dedicado a falar de vinhos que combinam muito bem com esta nossa estação (afinal, estamos num país tropical e de muito calor) vou falar então da  uva branca Fiano, que produz vinhos icônicos, super valorizados, pouco conhecidos por aqui  e que apresentam caraterísticas de acidez e frescor , ideais para climas quentes como o nosso. Vamos à ela e uma boa leitura à todos! 

 

Origem

Como falei aqui no início, a Itália tem ao redor de 400 variedades de uvas autóctones registradas como aptas a produção de vinhos (da variedade Vitis Vinífera), e a cada ano as pesquisas revelam novas variedades.  A Fiano é uma delas, uma uva nativa da região sul da Itálaia, mais precisamente em Campânia. Esta casta entrega vinhos de aspecto “tropical”, com a presença de aromas exóticos. Quanto a sua origem, historiadores consideram que o Fiano é uma “videira clássica” que foi usada na viticultura da Roma antiga e que, talvez, pudesse até ter sua origem na Grécia antiga.  Registros documentais desta casta, datam desde o século XIII, e o nome Fiano é derivado de Appia.

 

Campânia

A Campânia é a região da Itália com maior densidade demográfica, ela limita-se com Lazio ao noroeste, Molise ao norte, Puglia ao nordeste e Basilicata ao sudeste. Sua população está estimada 5, 827 milhões de pessoas. A região tem 350 km de litoral que inclui os golfos de Nápoles, Salerno e Policastro. As ilhas de Ischia, Procida, Vivara, Capri e Nisida são também uma parte de Campânia. O nome Campânia é derivado do latim ‘Campania Felix’ significado ‘terras fertéis’. Algumas das mais belas paisagens da Itália, como o belo Parque Nacional de Cilento , a Ilha de Capri, a Península de Sorrento e a Costa Amalfitana , estão nesta região e são  famosas em todo o mundo, pela exuberante beleza! Nápoles é a capital da Campânia.

 

Onde é cultivada

A Fiano que é sem dúvida, um dos maiores tesouros da região da Campânia, pode ser encontrada também, nas regiões de Marche, Basilicata, Puglia, Abruzzo e na Sicilia. Fora da Itália, a Austrália tem uma pequena área de produção desta variedade. Mais recentemente, algumas viticulturas na Argentina estão produzindo esta variedade na região de La Rioja (Argentina) e ao norte da região de Mendoza.

 

 Os vinhos

Geralmente são encorpados e de sabor marcante. Apesar disso, não são muito aromáticos. Os melhores exemplares são capazes de envelhecer bem. São potentes e ideais para serem apreciados e degustados em momentos gastronômicos, pois tem ótima acidez. Estes vinhos costumam possuir cor amarelo palha e são, na maioria das vezes, extremamente frescos. Tem grande potencial para envelhecer por anos. Os vinhos jovens podem trazer notas de mel, se assemelhando depois de alguns anos com frutas secas. Os apreciadores da casta Sauvignon Blanc tendem a se encantar com os sabores, aromas e características marcantes que a uva Fiano.

 

Características

Esta casta possui rendimento relativamente baixo, o que contribui com os sabores bem marcantes e extremamente presentes nos vinhos elaborados a partir de sua casta. Os cachos, podem ser de tamanhos médios ou pequenos, e não são muito compactos. Os bagos são pequenos, com casca grossa, e produzem pouco suco.

 

Fiano di Avelino

Considerada uma das uvas mais interessantes e prestigiadas do sul da Itália, a região de sua origem, dentro de Campânia,  é a província de Avelino, e é lá que está  o seu melhor terroir, chegando a alcançar o status de DOCG (Denominação de Origem Controlada e Garantida) cujo rótulos “Fiano di Avellino”, são os mais famosos é os mais conhecidos e prestigiados desta variedade e região. Além desta DOCG, outras 16 DOC- Denominação de Origem Controlada- permitem a utilização da Fiano na composição de vinhos, cada uma com regulamentação própria. 

 

Outros nomes

Embora a variedade Fiano não tenha um sinônimo oficial, ela pode ser conhecida também como Apiana, Apiano, Fiana, Fiano di Avellino, Fiore Mendillo, Foiano, Latina Bianca, Latina Bianca di Barletta, Latino, Bianco Latino, entre outros.

 

Harmonização

Massas em geral como  um Spaghetti alla puttanesca (massa com molho picante de tomate maduro, azeitona preta, alcaparra, anchova, salsinha e alho) , Spaghetti ao Vongle ( alho, tomate, vongle, manteiga, salsinha, pimenta do reino, azeite e vinho branco), ou ainda  risotos como  Risotto agli scampi (risoto italiano com caudas de lagostins), entre outros pratos típicos das culinária como como peixes e frutos do mar, harmonizam maravilhosamente bem como vinhos desta casta.

 

Dica de Vinho

Vinho: FIANO DI AVELINO VILLA RAIANO 2016 (750ML)

País: Itália

Uva: Fiano Di Avellino

Tipo: Branco

Produtor: Villa Raiano

Região: Campânia

Safra: 2016

Amadurecimento: 4 meses em Tanques De Aço Inox

Temperatura de Serviço:10°c

Estimativa de Guarda: 8 Anos