Mosaic
Mesa-redonda

Compostagem para produção agroecológica é tema de mesa-redonda com o vice-prefeito

Objetivo é fomentar a geração de emprego e renda e a oferta de alimentos saudáveis

29/11/2019 06h00
Por: Redação
(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Mesa-redonda promovida pelo vice-prefeito de Uberaba, João Gilberto Ripposati, reuniu o poder público e a iniciativa privada em torno do projeto de compostagem/adubo orgânico para sustentação dos programas Plantando e Colhendo Saúde e Farmácia Viva (hortas e plantas medicinais), pelo sistema PPP (Parceira Público Privada) e/ou termo de cooperação/parceria.

Ripposati apresentou os programas destacando que o objetivo do Plantando é fomentar a geração de emprego e renda e a oferta de alimentos saudáveis, bem como o uso de áreas particulares e públicas ociosas. Já a Farmácia Viva trata da produção de medicamentos naturais comprovadamente eficazes e de custo mais baixo, representando benefícios econômicos e sociais.

O secretário de Serviços Urbanos e Obras e seu adjunto, respectivamente, Antônio Sebastião de Oliveira e Cláudio Junqueira, e equipe, o secretário adjunto de Agronegócio, Carlos Dalberto de Oliveira Júnior e técnicos da Pasta, bem como representante da Secretaria de Meio Ambiente participaram da Mesa-redonda, que teve como convidado o engenheiro sanitarista Ricardo Lima.

Também convidado, o Frigorífico Boi Bravo, representado por Sandoval Francisco Santos, vai fornecer parte da matéria-prima para produção da compostagem. “Cidades de fora vem buscar esterco, mas queremos deixar aqui. Reservamos para a Prefeitura de Uberaba”, disse ele, destacando que a empresa abraçou esse projeto. “Estamos aqui para contribuir”, assegurou Antônio Sebastião, destacando que o Município também tem matéria-prima para somar ao oferecido pelo frigorífico.

Em sua apresentação, Ricardo Lima falou sobre a Política Municipal de Resíduos Sólidos de Uberaba, que prevê “especial apoio à compostagem. Essa ideia do Ripposati é muito importante para dar condições ao cidadão de produzir”. 

Segundo ele, o passo seguinte é o “piloto” com o Boi Bravo. Além disso, Ricardo Lima entende que outras empresas devem agregar ao projeto de compostagem à medida do seu crescimento. “Avalio como positiva esta reunião, sendo um importante marco para avançar na produção de compostagem/adubo orgânico através de parcerias. Esta ação será o caminho sustentável para fomentar a produção agroecológica no município”, destaca Ripposati.

O vice também salienta que, além do apoio técnico da Prefeitura através da Sagri, Sesurb e Semam, outros parceiros como Fazu, Epamig, Emater e ABCZ, vão somar-se ao projeto.

Na próxima semana o grupo voltará a se reunir para dar andamento nas tratativas visando à efetivação da produção de compostagem/adubo orgânico.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias