Mosaic
Cidade

Centro de Referência em Controle Biológico do Triângulo Mineiro será lançado na Fazu

O evento terá início às 17h, com um passeio pela Fazenda Escola

04/12/2019 06h00
Por: Redação

A Fazu (Faculdades Associadas de Uberaba), por meio do Celeiro (Centro de Referência em Empreendedorismo e Inovação para o Agronegócio), promove hoje, às 17h, no Celeiro Fazu, o evento de lançamento da Biota Innovations, empresa focada no setor de biotecnologia e produtos biológicos à base de microrganismos, e de apresentação do Centro de Referência em Controle Biológico do Triângulo Mineiro (CRCBio). A Fazu integra a área do Parque Tecnológico, um complexo com mais de 1 mil hectares. Para participar do evento, acesse bit.ly/biotafazu ou entre em contato através do telefone (34) 3318-4136.

O evento terá início às 17h, com um passeio pela Fazenda Escola, com o objetivo de mostrar os projetos inovadores desenvolvidos na Fazu. Às 18h, os convidados serão recepcionados no Celeiro da Fazu. O diretor acadêmico da Fazu e os fundadores da Biota falarão brevemente sobre a parceria e projetos, onde serão apresentados os integrantes do CRCBio. Por fim, às 19h, será realizado o corte da fita do biorreator da Biofábrica.

“A Biota é uma empresa de base tecnológica que pesquisa, desenvolve e, mais recentemente, produz microrganismos para uso na agricultura. A Biota possui em seu portfólio produtos com foco no controle de pragas e doenças e como inoculantes agrícolas. Vale lembrar que a Inovação está no DNA da Biota e esse valor está refletido nos seus produtos, os quais possuem conceitos inovadores que buscam extrair o máximo da tecnologia biológica”, destaca um dos fundadores da Biota, o engenheiro agrônomo Alexandre Guimarães.

A Biota, junto com o Celeiro Fazu, pretende se tornar referência em controle biológico para a região. O objetivo é construir um ambiente onde o produtor irá encontrar a pesquisa, a Biofábrica, o controle de qualidade e resultados consolidados da região, proporcionando uma maior segurança para os agricultores utilizarem o Controle Biológico. “Com a crescente demanda por insumos sustentáveis a Biota vem agregar inovação e qualidade para o setor. Ter uma empresa instalada dentro de um ecossistema de inovação irá agregar muito na formação de mão de obra qualificada, produção de conhecimento, geração de empregos, além de projetar Uberaba e região como referência em controle biológico para o Brasil e exterior”, ressalta a cofundadora e pesquisadora da Biota, Isabel Paz.

Com o início de uma importante parceria no segmento de controle biológico, a Fazu avança ainda mais no cenário agro 4.0 e trabalha em prol da agricultura sustentável. “A Fazu tem se tornado uma importante protagonista no mundo agro 4.0, fornecendo e desenvolvendo tecnologias, agronômicas, zootécnicas e de gestão, e estruturando ainda mais a cultura do empreendedorismo inovador na instituição. A parceria com a Biota reforça ainda mais esse protagonismo”, afirma o diretor acadêmico da Fazu, Carlos Henrique Cavallari Machado.

 

CRCBio - O Centro de Referência em Controle Biológico do Triângulo Mineiro é uma parceria entre a Fazu e a empresa Biota Innovations. Formado pelos doutores em Entomologia Agrícola e professores da Fazu, Diego Fraga e Luan Odorizzi, e pelos fundadores e pesquisadores da Biota, Alexandre Guimarães e Isabel Paz. O CRCBio atuará como vitrine tecnológica para difusão do controle biológico em culturas de importância agrícola, além de preparar mão de obra especializada para atuar com as ferramentas de controle biológico.

A ideia é aumentar o uso de controle biológico no Triângulo Mineiro e agregar os segmentos de controle biológico (academia, empresas, instituições de pesquisa e produtores rurais). “Vamos elaborar e conduzir projetos de pesquisa e desenvolvimento da tecnologia, aperfeiçoando técnicas de produção e aplicação de produtos biológicos, fornecendo suporte aplicado em diferentes níveis do mercado biológico, desde a realização de pesquisas, análise de qualidade, assistência técnica a produtores, estabelecimento de áreas demonstrativas, e também capacitando os agentes técnicos do setor quanto ao estado da arte das ferramentas de controle biológico”, afirma Luan Odorizzi, integrante do CRCBio.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias