PMU
Bastidores

Bastidores

Lawrence Borges

Bastidores

BastidoresBastidores por Lawrence Borges

07/08/2019 06h00
Por: Redação

AVALIAÇÃO GOVERNO ZEMA

Nova pesquisa de avaliação do governador de Minas, Romeu Zema (Novo), mostra que 61,6% dos pesquisados aprova a administração dele até aqui. Já outros 32,7% não estão satisfeitos e desaprovam a gestão. Outros 5,7% não sabem ou não opinaram. Segundo a pesquisa, o índice dos que aprovam o governador subiu de 59,8%, em março, para 61,6% em agosto. A desaprovação também teve uma leve alta saindo de 32,5% em março para 32,7%. Não sabem ou não opinaram antes eram 7,7% e agora 5,7%.

 

CONFIANÇA

O levantamento foi feito pelo Instituto Paraná com 1.810 eleitores com 16 anos ou mais em 82 municípios do Estado entre os dias 28 de julho e 2 de agosto. A pesquisa tem nível de confiança de 95% e margem de erro de 2,5 pontos percentuais para ou para menos.

 

PARTIDO NOVO

A pesquisa verificou que 7,2% consideram ótima a administração de Zema, outros 35,1% classificam como boa. Somadas as percepções de ótimo e bom 42,3% dos pesquisados tem avaliação positiva de Zema. A pesquisa ainda revelou que 32,3% consideram regular a gestão do governador do Partido Novo. Por outro lado, 12,5% avaliaram como ruim a administração até aqui e 9,9% tem percepção péssima dele à frente do governo. Se somarmos ruim e péssima a avaliação negativa fica em 22,4%. Não sabem ou não opinaram somam 3%. 

 

EXPECTATIVA

O Instituto diz que o estudo demonstrou que a maioria dos eleitores (46,2%) considera que a administração de Romeu Zema será igual as outras. Mas para 27,1% será melhor e outros 20,3% avaliar que será pior. Não sabe ou não opinou soma 6,4%.  Porém o levantamento mostrou que poucos eleitores sabem das obras que estão sendo executadas. Ao serem perguntados sobre o conhecimento das obras, medidas administrativas e benefícios realizados 83,7% não souberam citar nenhuma medida e apenas 16,3% tinham ciência de algo feito pela administração estadual até agora. 

 

INFORMAÇÃO

E 77,8% dos entrevistados não souberam apontar falhas ou erros de Zema ao longo dos primeiros sete meses de governo. Neste caso, 22,2% souberam citar algo que não aprovaram nas atitudes.  O estudo apontou que 65,3%, não se sente informado sobre as ações e iniciativas do governo de Minas. Apenas 34,7% disseram que consideram cientes das ações estaduais. 

 

BOLSONARO

O Instituto Paraná verificou avaliou, ainda, o governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Segundo a pesquisa, 53,7% aprovam o atual governo e 41,5% desaprova Bolsonaro. Os que não sabem ou não opinaram totalizam 4,8%. Em março 54,7% aprovavam o presidente, mas o percentual teve queda e ficou em 53,7%. Já os que desaprovam Bolsonaro em março somavam 38,6% e em agosto subiu para 41,5%. Não sabem ou não opinaram saiu de 6,6% e está agora em 4,8%. 

 

PREVIDÊNCIA

O governador Romeu Zema defendeu, ontem, a inclusão de estados e municípios na proposta da Reforma da Previdência e a compensação das perdas oriundas das desonerações impostas pela Lei Kandir. Zema participou do Fórum Nacional dos Governadores, em Brasília, em que foi elaborada uma carta para o presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre, reivindicando a entrada dos entes federados na reforma.

 

ZEMA NO MEGACANA

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, visita, nesta quinta-feira (8), a feira Megacana Tech Show, em Campo Florido, no Triângulo Mineiro. O evento reúne usinas e produtores rurais e é um dos maiores do país voltados para o setor sucroenergético. Evento: Megacana Tech Show. Data: 8/8/2019. Local: Canacampo (Rodovia BR 262, km 877, nº 491, bairro Vila Junqueira, Campo Florido, MG). Horário: 8h30.

 

RETALIAÇÃO

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) publicou no Diário Oficial da União, ontem, Medida Provisória que permite às empresas de capital aberto a publicação de seus balanços no site da CVM (Comissão de Valores Mobiliários) ou do Diário Oficial gratuitamente. O presidente afirmou que a MP que acaba com a obrigação de empresas de capital aberto de publicar seus balanços em jornais retribui parte dos ataques que ele diz ter recebido da mídia. 

 

RETALIAÇÃO II

Apesar de dizer que a MP foi uma “retribuição” a ataques, Bolsonaro disse, em seguida, que a medida não é uma retaliação. A Associação Nacional de Jornais afirma que a MP causou “surpresa e estranhamento”. A entidade afirmou em nota que, “além de ir na contramão da transparência de informações exigida pela sociedade, a MP afronta parte da Lei 13.818”, sancionada pelo próprio Bolsonaro em abril deste ano. Pela lei, a partir de 1º de janeiro de 2022, os balanços das empresas com ações negociadas em Bolsa devem ser publicados de modo resumido em veículos de imprensa na localidade sede da companhia e na sua integralidade nas versões digitais dos mesmos jornais.

 

OBRAS NA RODOVIA MG 414

Em Belo Horizonte, os deputados Raul Belém e Zé Vítor foram recebidos pelo secretário de transporte e obras públicas do Estado de Minas Gerais, Marco Aurélio Barcelos. Primeiramente, na reunião, os parlamentares expuseram a atual condição da rodovia (trecho que liga Minas Gerais ao Estado de Goiás, entre os municípios de Araguari/MG e Anhanguera/GO, passando pelo distrito de Amanhece/MG), sua importância para a economia local, além da falta de segurança para todos que passam pela rodovia diariamente. Também, na oportunidade, foi discutida a questão do pagamento do projeto executivo para que, futuramente, as obras de pavimentação possam ser orçadas e executadas pelo Governo do Estado.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias