Eventos

Coluna social

Fabiana Silbor

Fabiana Silbor

Fabiana SilborFabiana Silbor é Professora Universitária, radialista, apresentadora de televisão, jornalista, palestrante, gestora empresarial, articulista e pesquisadora nas áreas de ciências sociais e empresariais. Referência midiática, ela está no Jornal de Uberaba há nove anos, com uma página que promove conteúdo exclusivo, reflexões modernas, complexas e com doses cítricas. Fabiana Silbor foi repórter e apresentadora das Redes Integração, afiliada Globo, e Bandeirantes de Televisão.

05/01/2020 06h00
Por: Redação
Começar o ano homenageando colegas talentosos, que tem contribuído de maneira incrível para o desenvolvimento de Uberaba. Cidinha Coimbra, Eurípedes Antônio Campos, Fábio Azevedo, Júlio César, Lawrence Borges, Marise Romano, Renatinha Mourão, Juba Maria,
Começar o ano homenageando colegas talentosos, que tem contribuído de maneira incrível para o desenvolvimento de Uberaba. Cidinha Coimbra, Eurípedes Antônio Campos, Fábio Azevedo, Júlio César, Lawrence Borges, Marise Romano, Renatinha Mourão, Juba Maria,

Bem vindo.

Bem vinda.

Cinco dias de ano novo e a vida segue ligeira e valente. Enquanto respira faz bem repensar certas falácias. Quem sabe o já dito por ter novo significado? É nessa expressão do compreender que reside a progressão. Evoluir é um ato contínuo e tem mais doçura que qualquer rebelde revolução. Feliz tudo. Porque o Ano só será novo se você for.

 

Paz

A boa vontade do outro é legítima quando nasce do diálogo. Inegável a vitória que sobrevive das guerras, mas conflitos nunca foram bons em somar, sim em dividir. Quem pretende uma vida abundante precisa rever o gosto pelas discussões inúteis.

 

Prosperidade

Perceber o presente enquanto acontece promove uma expansão imensa da consciência de tudo. É muito nítido sintonizar no agora. Essa lucidez é benta. Sobretudo porque sua maior aprendizagem está onde você atua.

 

Sucesso

Parece rico ter o papel principal, mas é fato que estar em destaque requer preços altos. Qualquer um que decidir fazer alguma coisa será criticado pelos que se acomodaram. Terão elogios, também. Mas, serão em menor número e nem sempre sinceros.

 

Generosidade

Usar o tempo é um privilégio concedido com a mesma frequência com a qual é ignorado. Cada pessoa tem um saber e o mundo individual se resume a isso. Quanto maior a ignorância, menor a possibilidade de empatia. 

 

Alegria

As histórias mais emocionantes, que trafegam por sofreguidões, exaltando honras, éticas e heroísmos não são sobre sobreviventes. Na maioria das vezes, os que sobram são aqueles que melhor se adaptaram e esses, para sobreviver, estavam mais preocupados com a autopreservação do que com o que é certo ou errado. Talvez, por isso, os religiosos digam que há escalas para o céu, com ponte área entre o inferno e o paraíso.

 

Saúde

Se fizerem uma receita da sabedoria pode apostar que a humildade será ingrediente forte. Muito além da inteligência, o saber reside na alquimia de uma mistura que não tolera malandragem. Teoria de ser é um prato que se serve, harmoniza, sem guarnição de arrogância.

 

Consideração

Cuidado com as pessoas que tem hábito de tentar colher antes de semear. Quase sempre, são as mesmas motivadas a arranjar desculpas para justificar tudo. Lembre-se o merecimento é auditado pelo universo e tudo de bom ou de difícil que se passa tem grande parte de si mesmo na situação. Na maioria das vezes, o outro é um mero coadjuvante.

 

Evolução

Analise as pessoas conforme a analogia animal. Afinal, humanos são mamíferos. Observe que bichos reagem antes para evitar o ataque. Estão com medo, afinal. Por isso na famosa constatação “os cães ladram, a caravana passa” está um entendimento milenar: aprenda a silenciar suas feras diante daqueles, que estão amarrados em suas pequenezes e siga sua jornada de crescimento sem julgar ou se desgastar. Respeite o dom de latir. Talvez seja a única coisa a ser feita por quem é impossibilitado de prosseguir.

 

Fortaleza

Agradeça os inimigos declarados. Respeite a luta de cada um. Tema os amigos falsos. Esses soam como prenúncios fatais. Nada pior do que ficar refém da traição daqueles a quem você destinou seus tesouros. Observe os atos. Os que fazem com os outros, mais cedo ou mais tarde farão contigo.

  • Coluna social
  • Coluna social
  • Coluna social
  • Coluna social
  • Coluna social
  • Coluna social
  • Coluna social
  • Coluna social
  • Coluna social
  • Coluna social
Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários