Coluna

Vinho, paella mineira e MPB

Carlos Alberto Pereira

Carlos Alberto Pereira

Carlos Alberto PereiraEnófilo, Jornalista, Tecnólogo em Turismo e Hotelaria. Contato: [email protected] / 98412-6446

09/08/2019 06h00Atualizado há 1 mês
Por: Redação
Chef Júlio Cordeiro e Chef Beto Amaral
Chef Júlio Cordeiro e Chef Beto Amaral

 

Acontece hoje, logo mais às 20 horas na CASA DO TURISTA em PEIRÓPOLIS, a noite do VINHO, PAELLA MINEIRA E MPB!

Este é um evento que conta com a consultoria da VINHOS & TAL -em parceria com os empresários Reiner Soares e Michele Alves- que promete ser um dos mais emblemáticos eventos de gastronomia e vinhos do ano. Para pilotar  uma enorme “ Paellera”, que ficará estrategicamente posicionada de frente para as mesas, e AO VIVO, foram convidados os Chef’s Júlio Cordeiro, profissional uberabense, que residiu por mais de 30 anos  na cidade de Milão (Itália),onde atuou em diversos  restaurantes e participou de inúmeros festivais gastronômicos e o Chef  uberabense, Beto Amaral ( hoje radicado em Franca/SP). Juntos assinam um prato típico Espanhol, que teve sua origem na cidade de Valência, mas que teve uma releitura aqui no Brasil, mais especificamente nas terras das Gerais, batizada de PAELLA MINEIRA! 

Esta iguaria, que será confeccionada com produtos 100% caipira, oriundos das cercanias de Peirópolis, vai em sua composição, proteínas animais, verduras e legumes saudáveis e naturais, colhidos fresquinhos nas hortas e quintais da comunidade. Tudo isso, harmonizado com vinhos de uvas que combinam perfeitamente com este tipo de prato.

 

Origem

A Terra natal da tradicional PAELLA é a região de Valência, na costa leste da Espanha. Ela surgiu como um alimento dos camponeses, nos séculos XV e XVI, quando saíam para o trabalho rural, levando arroz, óleo de oliva e sal, além do recipiente para cozinhar: uma panela redonda com alças, ampla e rasa chamada de “Paella !Esse formato facilitava o mexido do arroz e seus componentes durante o preparo, proporcionando um cozimento por igual.

Como a sua origem está fortemente relacionada ao campo, incorporavam à receita do prato os ingredientes que encontravam pela frente como: carne de caça, sobretudo de lebre e de pato, legumes da estação e açafrão (nobre especiaria) retirada das flores, dando o colorido amarelado ao arroz.

Como o prato caiu no gosto dos espanhóis, depois de algum tempo, a Paella difundiu-se e alcançou o litoral. Aí acrescentou-se os frutos do mar: camarões, lulas, vôngoles, mexilhões, lagostins e polvo, tornando-o um prato mixto (terra e mar).

A origem da Paella vem do latim “Patella”, bandeja usada na antiga Roma destinada às oferendas aos Deuses, nos rituais de fecundação da terra.

Dizem também os historiadores, que a palavra “Paella” surgiu quando os trabalhadores rurais voltavam para seus lares nos finais de semana, e em homenagem às suas esposas preparavam essa deliciosa iguaria “Para Ellas” dando origem ao nome.

A Paella é um prato festivo que os Espanhóis saboreiam em datas marcantes como: casamentos, aniversários, batizados, feriados religiosos e finais de semana. Fonte

Hoje são conhecidas dois tipos de PAELLA, a VALENCIANA , que mistura carnes de caças, frango e porco com frutos do mar e  a MARINERA , só com frutos do mar. Em Minas Gerais e no interior de São Paulo, foi feita uma releitura da PAELLA VALENCIANA, preservando o estilo de se  fazer, mas com outras proteínas e legumes, também do campo e da tradicional culinária da roça,  que foram denominadas de  PAELLA MINEIRA  e ou PAELLA CAIPIRA.

 

OS VINHOS

Como tenho falado constantemente aqui neste espaço, o nosso objetivo é fazer do vinho um alimento acessível, sem frescuras e que proporcione prazer e cultura. Para tanto, fizemos uma seleção de vinhos e castas que harmonizam com o prato em questão. Estes vinhos, categorizados como “de entrada”, são de renomadas vinícolas do Chile, Argentina, Espanha e Brasil, e oferecem um Custo X Benefício excelente, oportunizando o acesso a todos os bolsos. São eles:  Reservado Concha y Toro / MERLOT (Chile) Travessia Seleccion/Cabernet Sauvignon (Chile), Benjamin NIETO SENETINER/MALBEC (Argentina), Don Luciano La mancha/ TEMPRANILLO(Espanha) e o refrescante frisante Salton Lunae Rosé/Cabernet Sauvignon (Brasil). 

Esta seleção, propiciará uma experiência de harmonização prazerosa, com taninos e acidez em perfeito equilíbrio, corpo e peso com boa textura, e muita fruta, já que todos estes vinhos são ideais para serem degustados novos, pois não passam por barricas de carvalho, somente em inox.

 

O MELHOR DA MPB

Natanael Fernandes

E para animar a noite, o melhor da Música Popular Brasileira, com canções clássicas de Tom Jobim, João Gilberto, Vinicius de Moraes, Edu Lobo, Chico Buarque de Holanda, Milton Nascimento, Elis Regina e muitos outros da velha e da nova guarda. Um show especial que terá um banquinho e um violão, será comandado pelo eclético e versátil intérprete Natanael Fernandes.

 

SERVIÇO

Evento: VINHO, PAELLA MINEIRA E MPB

Local: CASA DO TURISTA DE PEIRÓPOLIS 

Dia: 09 de agosto (hoje)

Horas: 20h

Preço: R$ 35,00 (a vontade) * bebidas à parte

Informações: 98804-5538

 
  • Vinho, paella mineira e MPB
  • Vinho, paella mineira e MPB
  • Vinho, paella mineira e MPB
  • Vinho, paella mineira e MPB
  • Vinho, paella mineira e MPB
Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias