Prefeitura - Carnaval
Saúde

Médicos denunciam desmantelamento do HC/UFTM

Recentemente o JU recebeu denúncias do corte de cirurgias eletivas, o que foi negado pelo hospital

08/01/2020 06h00
Por: Redação

O problema de leitos no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro parece ser muito mais sério do que se faz parecer. A reportagem do JORNAL DE UBERABA recebeu denúncias de várias pessoas do HC informando que a direção da atual Superintendência do HC da UFTM está com a proposta de diminuir o atendimento ao público para voltar o hospital apenas para o ensino.

“A ideia é ter e atender poucos pacientes. Estamos preocupados porque isso traz prejuízo para o próprio ensino dos universitários da UFTM, bem como para toda a população de Uberaba e região”, informa uma das pessoas. 

Outra afirmou que “a superintendente está desmantelando aos poucos, no silêncio, o hospital, com ameaças a todos os servidores e médicos. Todos estão calados, mas o que está acontecendo precisa ser denunciado o mais rápido possível. Ela quer diminuir o atendimento e fazer que o HC seja somente hospital escola e atender somente ao ensino. Quer diminuir o volume de atendimento. Esta é a ordem. Ela já avisou que vai cair o número de atendimento, principalmente na área médica. Se isso acontecer, vai cair a qualidade no ensino. O que percebemos é que a superintendente está com problemas com o curso de Medicina, inclusive com a Residência. Ela está fazendo isso desde quando assumiu. Nós, médicos, estamos receosos de denunciar, porque ela está nos ameaçando e denunciando”, informa outra denunciante, que pediu para não ser identificado, já que realmente todos estão se sentindo ameaçados e trabalhando acuados. 

Outro médico observou à reportagem do JU que as denúncias são verdadeiras. “Sem ensino forte não há assistência de qualidade. É preciso equilíbrio.  Precisamos levantar um debate na comunidade, o que será muito importante”, afirma outro denunciante.

A reportagem do JU está tentando entrevista com a superintendente do HC/UFTM e com o reitor da UFTM, mas não estamos tendo sucesso e somente conseguimos alguma resposta através de notas. Recentemente também tivemos denuncias do corte de cirurgias eletivas, o que foi negado pelo hospital, porém a própria nota do HC mostra que realmente está havendo um certo controle destas cirurgias. O JU está e continua aberto e insistindo para a realização das entrevistas. (MGS)

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias