Prefeitura - Carnaval
Entrevista

Resultados alcançados não são por acaso, diz secretária

Silvana Elias faz um balanço de sua gestão à frente da Educação no município

12/01/2020 06h00
Por: Redação
Secretária Silvana Elias destaca as ações realizadas no município nos sete anos em que está à frente da pasta da Educação - Foto: Neto Talmelli
Secretária Silvana Elias destaca as ações realizadas no município nos sete anos em que está à frente da pasta da Educação - Foto: Neto Talmelli

 

Maria das Graças Salvador

A secretária municipal de Educação, Silvana Elias, é uma das unanimidades do Governo Paulo Piau, realizando um trabalho ímpar e mudando o ensino público em Uberaba. Em entrevista ao JORNAL DE UBERABA, Silvana Elias faz um balanço de sua gestão à frente da Educação no município por mais de sete anos. Dentre outras coisas, diz acreditar no fortalecimento da integração entre Estado e município, numa proposta de corresponsabilidade coletiva, transparente e democrática. 

 

JORNAL DE UBERABA – Como você avalia a Educação em Uberaba?

Silvana Elias da Silva Pereira – Quando a educação pública é planejada, executada e avaliada e replanejada à luz de princípios teóricos, científicos, de forma democrática, com fundamentação técnica, responsabilidade social, trabalho em equipe, gestão rigorosa dos recursos financeiros disponíveis e obrigatórios legalmente, os resultados positivos aparecem. Em Uberaba foi assim, desde o início da gestão do prefeito Paulo Piau, em 2013, quando elaboramos, depois de um tempo de escuta dos setores envolvidos, o primeiro Plano de Gestão, para o período de 2013- 2016. Esse plano foi avaliado anualmente, de forma ampla e coletiva, com elaboração de um relatório. A cada avaliação/relatório uma reflexão sobre as práticas e os resultados para possíveis redirecionamentos. A mesma estratégia foi feita para o período de 2017 a 2020. Ao encerrar a etapa desse governo, vamos deixar tudo registrado para o próximo gestor, em relatórios anuais, quadrienais e decenais. Educação não se faz sem esse caráter científico e nem sem planejamento a curto, médio e longo prazos. Essa, acredito ser uma das grandes conquistas da educação municipal de Uberaba. Daí, podemos dizer que os resultados alcançados não são por acaso, já que foram detalhadamente planejados, avaliados e executados com um imenso esforço coletivo.

 

JU – Você tem recebido muitos elogios à frente da Secretaria de Educação. Quais as maiores conquistas? 

Silvana Elias – Foram muitas. Em termos de infraestrutura temos a a construção e implantação de 13 novas unidades; e estamos em construção mais cinco novas unidades, no Antônia Cândida, Copacabana, Recreio dos Bandeirantes, Rio de Janeiro e Marajós. Foram planejadas e com recursos empenhados no Governo Federal, aguardando repasse ao município unidades no Girassóis, Alfredo Freire III e IV, Anatê, Marajós. Fizemos a reforma de 45 unidades escolares; a implantação de rede de internet banda larga em todas as unidades; otimização dos laptops em todas as escolas; aquisição de 12 ônibus para a frota escolar; expansão de vagas na Educação Infantil e aquisição de novos acervos e revitalização infraestrutura das bibliotecas escolares.

Em termos de resultados educativos-pedagógicos tem a elaboração e publicação do Plano Decenal Municipal de Educação com a participação de todos os segmentos educacionais do município, tanto das esferas públicas, quanto privadas, da educação infantil ao ensino superior e passando por todos os cenários da educação, em consonância com o Plano Nacional de Educação, ou seja, da educação inclusiva, da formação e valorização dos profissionais da educação à integração de todos os atores envolvidos na Política de Educação do município. Tivemos o crescente e progressivo desempenho de nossos alunos nas avaliações externas e de nível nacional, como por exemplo a Prova Brasil. O desempenho nos levou também ao crescimento significativo do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – IDEB – que afere, em nível nacional o desempenho da educação dos município e do estado; o enfrentamento e redução do abandono da vida escolar, evasão, reprovação com crescimento significativo da aprovação, o que significa que os alunos estão aprendendo e, consequentemente, obtendo sucesso escolar.

Também destaco a criação do Centro de Referência da Educação Inclusiva Atendimento efetivo de alunos com dificuldades de aprendizagem ou altas habilidades, de forma específica, bem como atendimento multiprofissional de alunos com deficiência; o alinhamento das Matrizes Curriculares do Município com o Currículo do Estado de Minas Gerais e a Base Nacional Comum Curricular; a implantação da Casa do Educador que oferece gratuitamente diversas propostas e formação continuada para todos os 4.400 profissionais que atuam as escolas e nos órgãos ligados à educação; a dinamização da Universidade Aberta do Brasil, por meio da qual foram e são oferecidos diversos cursos de graduação em parceria com diversas universidades do Brasil; a ampliação e sistematização do atendimento das crianças e adolescentes em tempo integral, atualmente com a oferta de atividades no contraturno a aproximadamente 60% do alunado matriculado na rede municipal, possuem jornada escolar acima de 35 horas semanais. Só na educação infantil atendemos em tempo integral em torno de 8.500 alunos, que recebem, além das atividades educativas e de cuidado, diariamente de 4 a 5 refeições.

Tivemos ainda, a implantação de propostas de Educação Empreendedora, Agente Ambientais e Grêmios Escolares, numa lógica de educação para o protagonismo, participação social responsável e cidadania; a participação com sucesso em diversas olimpíadas de nível nacional, chegando inclusive à conquista de medalhas de ouro, prata e bronze; a criação e implantação do projeto Escola e Família que atua na aproximação entre as famílias, os alunos e a escola favorecendo a mediação de conflitos e investimentos expressivos nas ações educativas voltadas à arte e à cultura, bem como na proposta de esporte escolar.

 

JU – E quanto à valorização dos profissionais da Educação?

Silvana Elias – Em termos de valorização dos profissionais da educação destaco a implantação do plano de Carreira do Magistério; a democratização da eleição para diretores escolares, inclusive educação infantil, mediante avaliação técnica e eleição pela comunidade; a implantação da função do professor de apoio às crianças com deficiência, fato que tem permitido que todas as diferenças sejam tratadas com acolhimento e respeito; o pagamento do 1/3 proporcional da jornada para atividades de planejamento, estudos, formação continuada, que apesar de ser lei, não cumprida antes desse governo; a realização de dois concursos públicos para todas as áreas, evitando a rotatividade de profissionais, que prejudica muito o processo ensino-aprendizagem; a criação do cargo de professor de Educação Infantil que além de permitir que o professor possa acumular outro cargo, melhorando sua remuneração, dá ao profissional de educação infantil o respeito e o status de professor; o incentivo à formação no que se refere ao Mestrado e Doutorado, que a partir de 2014 apresentou um crescimento de aproximadamente 50% em relação a 2013, de mestres e doutores entre os profissionais do magistério e a celebração de convênios e parcerias com universidades públicas para a oferta de cursos de especialização em quase todas as áreas.

 

JU – Qual a perspectiva para este último ano?

Silvana Elias – Consolidar o que foi iniciado, atender aos anseios da categoria no que se refere à valorização profissional e terminar as obras iniciadas.

 

JU – Os repasses do Governo Federal para as obras das escolas dos bairros Copacabana, Recreio dos Bandeirantes e Antônia Cândido estão sendo feitos?

Silvana Elias – Estão, mas de forma extremamente lenta e em pequena quantidade. Uma obra que tem um custo aproximado de R$ 2 milhões receber R$120.000,00 mil reais é bem desanimador.

 

JU – Como estão as obras para as novas escolas com recurso próprio e de financiamento?

Silvana Elias – A previsão de início é a próxima semana.

 

JU – Saindo da questão institucional, vamos falar de política. Você tem pretensão política?

Silvana Elias – Somos seres políticos. Acredito que todas as pessoas que sonham com políticas públicas de qualidade para todos, que acreditam nas possiblidades da melhoria da qualidade de vida para o povo, que tem sede e lutam pela justiça social e pela dignidade humana, no fundo tecem um processo político. No meu caso, como ex-professora de ensino religioso, de sociologia, mulher de fé e que crê e se esforça para viver os princípios evangélicos e cristãos, é quase impossível não se sentir instigada a ingressar na política partidária. Tenho sido muito provocada, por diversas pessoas, algumas lideranças e segmentos, mas ainda não decidi ingressar pra valer na luta político-partidária. Estou amadurecendo a ideia... Pode ser, que um dia...rsrsrsrsrs.

 

JU - Nos bastidores comenta-se de um possível interesse seu em se filiar ao partido Novo. Sendo ex-petista e possível conciliar com as diretrizes do Novo?

Silvana Elias – Acredito que as pessoas associam a questão, à minha relação com a Fiemg e a presidente Elisa [Elisa Araújo, presidente da Fiemg Regional Vale do Rio Grande], que são nossos parceiros nas escolas numa proposta de educação ambiental, via grupo Fiemg Mulher. No entanto, na esfera política é preciso conversar com todos. Acredito que em todos os partidos há homens e mulheres com virtudes e defeitos. Por outro lado há questões ideológicas e princípios que não são passíveis de flexibilização. Há questões que podem ser flexibilizadas e dialogadas, outras são inegociáveis e, no meu caso eu não abriria mão de algumas, como: defesa incondicional dos mais pobres e excluídos (vivi e vivo muito nesse contato e sei muito bem o que é ser pobre e precisar dos serviços públicos), portanto a defesa de políticas sociais, como saúde, moradia, educação, cultura, esporte, lazer, assistência social, mobilidade urbana, saneamento básico, geração de emprego e renda e outras são questões fundamentais pra mim e, portanto, inegociáveis.

Outra questão que dou muito valor é o conhecimento técnico. Não se faz política de qualidade sem conhecimento e competência técnica, por melhor político que você seja. Ninguém transforma o que não conhece e, nesse sentido, é preciso que os partidos que chegam ao poder tenham a compreensão, que é o aspecto técnico que colabora para o sucesso político. Vivi isso durante esses quase 30 anos de servidora na prefeitura. Onde há visão técnica, a possibilidade das ações darem certo é sempre maior. Ressalto ainda, que questões como participação popular efetiva, honestidade, responsabilidade com o dinheiro público, transparência e ética na condução do bem público, constituem parte das minhas crenças e, portanto são também questões inegociáveis. Qualquer partido, com o mínimo de ética, espírito de servir ao povo e cidadania responsável, deve pensar e agir. Quero dizer que o partido é muito importante, mas suas defesas e visão mais importantes ainda. Por isso não tenho constrangimentos em dialogar com nenhum, desde que haja respeito mútuo. Ficaria muito tranquila pra decidir, depois de muita análise, pelo sim ou pelo não.

 

JU – Você quer fazer mais alguma colocação?

Silvana Elias – Revendo um pouco a caminhada, as conquistas desses sete anos, só tenho a agradecer ao prefeito Paulo Piau, por confiar e apoiar o nosso trabalho, aos colegas secretários que compreendem o papel e as urgências da Educação e colaboram para o bem estar e a prestação de serviços de qualidade a esse universo de 4.400 profissionais e 27 mil alunos, diariamente nas escolas. Agradecer aos pais pela parceria e pelo apoio constante às nossas unidades escolares. Sem as famílias não conseguiríamos realizar tantas conquistas. Agradecer aos parceiros da comunidade, que tanto colaboram para o sucesso do trabalho da educação pública. Agradecer especialmente aos profissionais que atuam nas escolas e nos diversos espaços educativos, bem como a equipe que atua diariamente comigo e com o professor Godoy na gestão de todos os processos administrativos, financeiros e, específicos do ato educativo-pedagógico. Gratidão a todos e todas, que de uma forma ou de outra, colaboraram e colaboram para tecer a melhor escola pública possível, aqui no município de Uberaba! Obrigada pela oportunidade de rever e saborear um pouco da caminhada da educação municipal.

 

2comentários
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias