Prefeitura - Carnaval
Frete

ANTT atende caminhoneiros e reajusta frete

A tabela foi criada ainda durante o governo Michel Temer

18/01/2020 06h00
Por: Redação

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) fixou, na quinta-feira (16), uma tabela com os valores mínimos de frete para o transporte rodoviário de carga. Com as novas regras, que atendem demandas dos caminhoneiros, as cobranças terão pisos de 11% a 15%, de acordo com a agência. Elas passam a valer a partir da próxima segunda-feira (20). As novas regras da ANTT também tornam obrigatório o pagamento de frete de retorno para operações em que os caminhões não podem trazer carga na volta (como os veículos que transportam combustível). Houve ainda a inclusão, no cálculo do frete, do custo para arcar com refeições e hospedagens diárias do caminhoneiro.

A tabela foi criada ainda durante o governo Michel Temer, em 2018, durante as manifestações dos caminhoneiros que bloquearam estradas e comprometeram o abastecimento de diversos produtos em todo país. O documento com as normativas era uma das reivindicações dos trabalhadores. De lá para cá houve ao menos seis reajustes. O aumento anterior ao desta quinta (16) foi dado em abril de 2019, em média de 4,13%. No período entre os meses de abril e dezembro do ano passado, a inflação oficial teve alta de 2,69%, como lembra o Estadão. “Governo atende caminhoneiro e reajusta frete em até 15%”, afirma a manchete do Estadão.