Prefeitura - Carnaval
Turismo

Governo do Paraná investe R$ 8 milhões na infraestrutura da Ilha do Mel

A Ilha do Mel guarda alguns tesouros que são únicos no litoral do Paraná

26/01/2020 06h00
Por: Redação
Ilha do Mel guarda alguns tesouros que são únicos no litoral do Paraná, como a Fortaleza Nossa Senhora do Prazeres - Foto: Arnaldo Alves/AEN
Ilha do Mel guarda alguns tesouros que são únicos no litoral do Paraná, como a Fortaleza Nossa Senhora do Prazeres - Foto: Arnaldo Alves/AEN

O turista que chega à Ilha do Mel nesta temporada consegue ver a diferença já no desembarque. O Governo do Paraná está investindo R$ 8 milhões para melhorias na infraestrutura da ilha, que inclui a instalação de trapiches flutuantes em Encantadas e Nova Brasília, dragagem dos canais de acesso aos trapiches e reforço na coleta de lixo. A ideia é melhorar ainda mais os atrativos e a qualidade de vida no local, beneficiando moradores e turistas.

Estão sendo feitas obras de revitalização da Praça de Alimentação e da Praça Central de Encantadas, além de limpeza dos canais, reforma das passarelas existentes e no Receptivo de Turistas de Nova Brasília. Estão previstas, ainda, a construção do receptivo de Encantadas e reforço na coleta de lixo, além de mirantes, passarelas e projetos de acessibilidade.

A estrutura existente para embarque e desembarque na ilha já não dava mais segurança aos turistas e moradores. Os trapiches foram instalados há 20 anos e sofriam com a ação do tempo e da maresia, causando riscos para as pessoas. Os flutuantes são temporários e ficarão disponíveis para a atracação das embarcações até a construção dos novos trapiches, que já foram licitados e serão instalados com recursos da empresa pública Portos do Paraná.

Segundo destino turístico do Paraná, atrás das Cataratas do Iguaçu, a Ilha do Mel é considerada prioritária para o Governo do Estado e para o Ministério do Turismo e recebe cerca de 300 mil visitantes por ano. 

Atrativos – A Ilha do Mel guarda alguns tesouros que são únicos no litoral do Paraná. Os principais são a Fortaleza Nossa Senhora do Prazeres, Patrimônio Histórico da União, construída em 1770 para proteger a Baía de Paranaguá de possíveis ataques de inimigos da Coroa Portuguesa; o Farol das Conchas, construído em meados do século 19 e que tem uma vista privilegiada de toda a ilha; e a Gruta de Encantadas; além de trilhas no meio da Mata Atlântica que chegam a belas praias.

A Ilha do Mel tem 98% de sua área voltada à proteção ambiental e abriga duas categorias de unidades de conservação: o parque estadual e a estação ecológica, que protegem uma área remanescente da Mata Atlântica. “O investimento feito na ilha reflete diretamente nas unidades de conservação, que integram a reserva da biosfera do Largamar, um título dado pela Unesco à região que engloba o litoral Norte do Paraná e o litoral Sul de São Paulo e que é de extrema importância para a conservação da biodiversidade”, diz Andreguetto.

O transporte aquaviário do Litoral, que até agora não estava regulamentado, também passará por revisão, que dará mais segurança no transporte de passageiros e vai permitir a fiscalização de todas as embarcações.

Isso inclui táxis náuticos, barcos que promovem passeios no Litoral e as embarcações que seguem para a Ilha do Mel, saindo tanto de Pontal do Sul como de Paranaguá, e também para outros destinos da região, como Guaraqueçaba, Superagui e Ilha das Peças.

Dentro do processo de qualificação do setor turístico, o Governo do Estado também está elaborando o Plano de Gestão de Segurança para Operação de Atividades de Ecoturismo e Turismo de Aventura. A ideia é garantir e aplicar normas de segurança em atividades como rafting, tracking, rapel, balonismo, asa-delta, entre outros, em todo o território estadual.