Variedades

Cobertura das chuvas em São Paulo tem destaques e ausências esperadas

por Flávio Ricco

11/02/2020 06h00
Por: Redação

A chuva em São Paulo, forte desde a noite de domingo, que provocou um verdadeiro caos na cidade, com enchentes, interdições e sérios problemas no transporte, deve ter passado longe da TV Cultura, embora ela tenha a sua sede em um ponto dos mais atingidos pela água. Era só abrir a câmera e a janela.

Mas não. Foi absolutamente tímido, resumido, o seu trabalho diante do desastre instalado.

Desde as primeiras horas da manhã de ontem, até já na madrugada de segunda-feira, SBT, Globo, Record – com uma cobertura muito boa-, Band e Rede TV!, um pouco mais tarde, procuraram atualizar seus telespectadores sobre as condições da cidade. Vários repórteres foram para o sacrifício.

Um necessário trabalho de utilidade pública. Indispensável.

Só a TV Cultura é que não, preferindo seguir com a sua programação normal de desenhos.

Aí alguém poderia perguntar: e a TV Gazeta não entra nesta conta?

Na verdade, se valessem origem e tradição, deveria. Mas já há algum tempo o jornalismo deixou de figurar entre as prioridades da sua direção.

 

Trabalho de superação 

Apesar das adversidades e não contar com as mesmas condições das concorrentes, a Rede TV! derrubou os programas “Tricotando” e do Edu Guedes para cobrir as consequências das chuvas.

Uma cobertura que envolveu até o seu superintendente de jornalismo, Franz Vacek, Boris Casoy e o editor do digital, André Lucena. Esforço compensado.

 

Caos em SP 

O SBT deveria ter encerrado ontem os trabalhos da primeira temporada de “As Aventuras de Poliana”.

Mas as chuvas e as diversas áreas inundadas não permitiram. Aliás, não só no SBT, mas em outras emissoras, um bom número de profissionais foi orientado a trabalhar de casa.

 

Intervalo 

E assim que for possível finalizar este trabalho, toda a equipe de “Poliana” será novamente dispensada.

As gravações da segunda fase, anunciada como “Poliana Moça”, só terão início depois do Carnaval.

  

Loteria 

Após Bruno Gagliasso e Bruna Marquezine deixarem a Globo, foram muitos os rumores sobre a saída de outros valores.

O nome de Reynaldo Gianecchini também foi envolvido nessa boataria. Mas, nada a ver.

  

Possibilidade 

Apesar de estar no ar em “Amor de Mãe”, existe a possibilidade de Vladimir Brichta também aparecer em “A Morte Pode Esperar”.

Resta saber se ele vai deixar a atual das nove, mais cedo, ou sair de uma e entrar imediatamente na outra. 

  

Destaque 

A chamada da Olimpíada do Japão, na Globo, está de emocionar.

Texto preciso, belas imagens e edição caprichada. Trabalho que merece ser visto e destacado.

 

Futebol 

No próximo domingo o futebol volta a provocar alterações na grade da Globo, só que na faixa da manhã e por causa da decisão da Supercopa do Brasil. Jogo às 11h, entre Flamengo, campeão brasileiro, e Athletico Paranaense, campeão da Copa do Brasil, no Mané Garrincha, em Brasília.

 

Bate – Rebate 

• Assessoria de Mateus Solano confirma sua presença em “A Morte Pode Esperar” ...

• ... É a próxima da Globo, faixa das 19h...

• ... E desconhece o noticiário de que ele poderia fazer “Mal Secreto”, série da Globoplay.

• É bom preparar o remedinho: a Globo informa que o “Fora de Hora” seguirá com a sua temporada até 14 de abril.

• A chegada do AgroNews, novo canal de agronegócios do Grupo Band, além de contratações, resultará também na criação de dezenas de programas.  

• Na TV  de Porto Alegre, Mônica Fonseca deixa a apresentação do “Masbah”, no ar aos sábados, no SBT.

• Nova temporada de “Segunda Chamada”, com elenco liderado por Debora Bloch, já iniciou gravações em São Paulo.

• Globo/CBN trabalha com algumas possibilidades, mas ainda não acertou com ninguém para o lugar do narrador Marcelo do Ó, contratado pela BandNews...

• ... A propósito de CBN, interessante e bem descontraída a cobertura da festa do Oscar comandada pela Tatiana Vasconcellos...

•  ... Participações de Tiago Beloti, Joyce Pais e Chico Fireman.

 

C´est fini 

Em “Salve-se Quem Puder”, houve a necessidade de ajustar um pouco o “tom” da personagem de Vitória Strada, Kyra, que estava muito acima.

As mudanças poderão ser notadas a partir do instante em que ela começar a trabalhar como babá na casa de Alan (Thiago Fragoso).