Prefeitura- coronavírus
Coluna

Pet News

Marcos Moreno

Marcos Moreno

Marcos MorenoSou Marcos Moreno, comunicador com vários anos dedicados ao trabalho de colunista e assessor de imprensa. Há alguns anos com trabalho na mídia impressa e eletrônica voltado para os animais, notadamente pets.

28/02/2020 06h00
Por: Redação

 

Nutrição Clínica Gastrointestinal

 Cães podem sofrer, ao longo da vida, de distúrbios gastrointestinais como gastrites, má digestão, síndrome de má absorção, enteropatias agudas e crônicas, insuficiência pancreática exócrina, disbiose e colites. São quadros que precisam ser corretamente diagnosticados e tratados com acompanhamento médico veterinário, e que exigem uma mudança na alimentação do pet. Para apoiar esses tratamentos, uma empresa especialista  em alimentos de alta qualidade para cães e gatos, lançou um produto especial, com opções para cães adultos e filhotes de pequeno, médio e grande portes.  

Resultado de fortes investimentos da empresa em tecnologia e inovação, a linha tem como base a evolução das pesquisas nutricionais para cães e gatos no Brasil. Os produtos contemplam doenças que afetam os animais com elevada prevalência e demandam interferência nutricional. Oferecem suporte diferenciado para os animais em tratamento e devem ser utilizados sob prescrição e supervisão do médico veterinário, como coadjuvantes para apoiar medidas clínicas.

 Parte do valor obtido com a venda de todos os produtos da linha é revertido para um Instituto, braço social da empresa que financia pesquisas, estudos e ações que objetivam a promoção da saúde, qualidade de vida e longevidade de cães e gatos, assim como apoia ações sociais das mais diversas. 

Os produtos são vendidos exclusivamente no canal especializado, do qual fazem parte clínicas veterinárias e pet shops. Se você precisa de produtos especiais para o seu pet, pergunte na clínica que o atende sobre a novidade.

 

 Cachorro aparece na delegacia para ‘denunciar’ seu desaparecimento

Um visitante inusitado apareceu em frente ao Departamento de Polícia de Odessa, no Texas, na semana passada. Seu nome é Chico e ele é um cachorro que se perdeu e decidiu “denunciar-se” à polícia. Entrou acidentalmente na recepção do Departamento, e foi imediatamente recebido com entusiasmo.

O sargento Rusty Martin disse que o cachorro não parecia particularmente chateado, e até começou a brincar.

Após o entusiasmo inicial, a polícia tentou entender de onde o cachorro vinha, mas não havia vestígios da placa de identificação em sua coleira, que aparentemente teria caído. Foi então que um veterinário fora contatado para verificar se ele possuía o microchip, a fim de rastrear o proprietário. Entretanto, o cão fugiu novamente.

Martin, depois de publicar a notícia do seu Desaparecimento no Facebook, disse que o tutor entrou em contato com eles no dia seguinte para avisar que o cachorro havia voltado para casa.

 

Veterinária faz asas novas para papagaio mutilado voar

Uma veterinária fez asas novas e ajudou um papagaio de 12 semanas, mutilado, a voar novamente.

Wei Wei tinha sido vítima de “apara”, um corte severo nas asas – prática polêmica adotada por alguns tutores de pássaros exóticos para manter os animais em casa e impedir que voem e fujam.

Ele tentava voar, mas caía no chão… até que a Dra. Catherine Apuli, veterinária da “The Unusual Pet Vets”, em Brisbane, na Austrália, decidiu produzir asas novas pra ele.

 

Como - A ideia criativa da veterinária envolveu cola, palitos e penas doadas. Com isso ela criou as asas protéticas que deram vida nova a Wei Wei.

O que a Dra Catherine Apuli fez é conhecido como ‘colisão’ e envolveu a reparação de penas danificadas, anexando partes novas.

O papagaio mutilado é da espécie Green Cheeke Conure.

Ele foi sedado, dormiu durante o procedimento e poucas horas depois, a ave já estava fazendo manobras aéreas.

Sim, ele conseguiu voar novamente!

A Dra. Catherine Apuli foi a heroína da ave, que agora não desgruda dela, mas por vontade própria.