Prefeitura- coronavírus
Mosaic
Coluna

Pet News

Marcos Moreno

Marcos Moreno

Marcos MorenoSou Marcos Moreno, comunicador com vários anos dedicados ao trabalho de colunista e assessor de imprensa. Há alguns anos com trabalho na mídia impressa e eletrônica voltado para os animais, notadamente pets.

06/03/2020 06h00
Por: Redação

Cão-guia: você sabe o que é preciso para ter um?

O Instituto Magnus é uma entidade de assistência social voltada para promover a inclusão, convivência familiar, comunitária e a cidadania às pessoas com deficiência visual. Para isso, desde novembro de 2015 possui, dentre outros programas, o “Programa Cão-Guia”, que tem o intuito de promover a autonomia das pessoas com deficiência visual, através da utilização do cão-guia.

 

E como posso ser tutor de um cão-guia do Instituto Magnus?

A primeira etapa do processo para fazer o pedido do cão-guia é a inscrição online, com o preenchimento do formulário com informações pessoais, interesses e informações sobre a rotina do interessado, disponível no site do Instituto Magnus (https://www.institutomagnus.org/programas/cao-guia/como-ter-um-cao-guia). Esse cadastro é avaliado em diversas etapas para que, quando aprovado, o Instituto Magnus encontre um cão compatível com o perfil do interessado.

O cão-guia é um elemento essencial na vida da pessoa com deficiência visual, é uma extensão do corpo, através de seus olhos. Para conseguir fazer parte do processo, o interessado precisa ser diagnosticado com cegueira ou deficiência visual severa de acordo com o Art. 2o , inciso I, do Decreto Federal nº 5.904, de 21 de setembro de 2006; ser residente e domiciliado, preferencialmente, em uma cidade de até 150 km de distância do Instituto Magnus; ser maior de 18 anos de idade e ter OM (orientação e mobilidade), sendo capaz de se integrar socialmente com facilidade.

 

Aposentadoria

Os cães-guias exercem sua função por, em média,8 anos  e, após esse tempo, o animal se aposenta, podendo se tornar um cão de companhia do próprio usuário, caso a pessoa não o queira ou possa, o cão é doado para uma outra família. Os interessados em adotar podem se inscrever no site do Instituto para adotar um cão que foi desligado do programa ou foi aposentado. O cadastro pode ser realizado a partir deste link: https://www.institutomagnus.org/programas/cao-guia/familia-voluntaria, caso a família de adoção resida na região metropolitana de Sorocaba, ou para quem reside fora desta região e tem interesse, pode enviar um e-mail para: [email protected]

 

Sobre o Instituto Magnus

Localizado em Salto de Pirapora, interior de São Paulo, o Instituto Magnus é uma iniciativa sem fins lucrativos, gerido pela empresa Adimax Pet. O trabalho do Instituto é contribuir para a inclusão social através do cão-guia em diversas esferas da sociedade, por isso, além do treinamento e entrega dos cães, possui atividades como palestras informativas e educativas, vivências, dinâmicas de grupos e ações de divulgação para conscientização e engajamento de pessoas para a causa.

 

 

 Mimi- estrela de campanha!

Uma cachorrinha resgatada das ruas é a grande estrela do lançamento de uma grande marca de rações: o alimento para Ambientes Internos Porte Médio – Adulto. A dócil Mimi, que aguarda por adoção na ONG APATA, representa milhares de cães que estão à procura de um lar no Brasil. Além de estampar a embalagem, Mimi dá ainda mais significado para a campanha de lançamento do produto, que funciona na dinâmica Compre & Doe: a cada embalagem vendida, uma refeição será doada para cães abandonados.

 

Alimento ideal para SRDs

O produto tem formulação e tamanho de grãos sob medida para atender também a esses cães, que em sua maioria são de porte médio, sem raça definida e vivem dentro de casa, bem próximos de seus tutores.

Este lançamento contém somente ingredientes nobres. “Trata-se de um produto completo, balanceado e rico em nutrientes, que atende até aos paladares mais exigentes”, destaca Cristiana F. Ferreira Pontieri, doutora em nutrição de cães e gatos e diretora de desenvolvimento de produtos da marca.

 

A Campanha Compre & Doe

Além da embalagem estrelada por Mimi, uma cachorrinha sem raça definida que está à procura de um lar adotivo, o lançamento traz ainda outro importante diferencial: a Campanha Compre & Doe, que pode ser identificada pelo selo promocional e um QR Code.

A dinâmica é a seguinte: a cada embalagem vendida com o selo Compre & Doe, o Instituto  destinará uma refeição para os cães que vivem nas ONGs cadastradas em seu programa de alimentação subsidiada. Dessa forma, o consumidor poderá contribuir para que muitos cães que aguardam a chance de um lar sejam tão bem nutridos quanto o seu melhor amigo.

Atualmente, o Instituto  tem cerca de 45 ONGs cadastradas para apoio regular em diversos projetos, desde o subsídio de alimentos até ações de medicina veterinária do coletivo, com suporte para a implementação de melhorias em suas atividades. São iniciativas que visam apoiar as ONGs para que tenham mais sucesso em sua missão, multiplicando os finais felizes.

A campanha Compre & Doe é válida ao longo de 2020, até o término dos estoques da embalagem com o selo.