Covid-19

Sem ‘voucher’ para todos

A área econômica acredita que é melhor focalizar os gastos anticrise nos grupos carentes

21/03/2020 06h00
Por: Redação

Questionado se a estratégia do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de enviar cheques para a população, no valor de US$ 1 mil cada, não poderia ser aplicada no Brasil, o secretário de Política Econômica, Adolfo Sachsida, afirmou que não é possível dar dinheiro para todos. “Herdamos uma situação fiscal debilitada. Quando assumimos o governo, um dos grandes objetivos era consolidação fiscal e estávamos trabalhando nela. No momento atual, não existe muito espaço fiscal para uma política de dar dinheiro para todos”, disse.

Segundo o secretário, considerando que os recursos são “escassos”, a área econômica acredita que é melhor focalizar os gastos anticrise nos grupos carentes, os “necessitados e vulneráveis”, ao invés de “alguém que que ganha R$ 30 mil por mês e tem emprego garantido”. “Todos concordam que, em uma situação como estamos, temos de priorizar as crianças, idosos e necessitados. Repito: não podemos transformar um choque transitório em um choque permanente. Se errarmos a mão e começarmos a gastar demais, a situação fiscal vai deteriorar de tal maneira que, quando essa crise passar, estaremos em outra crise fiscal”, concluiu.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários