Mosaic
Prefeitura- coronavírus
Polícia

Tecnologia utilizada pelo Estado reforça a segurança em grandes eventos

Inaugurado em 2013, o CICC mineiro foi pioneiro em todo o país

22/03/2020 06h00
Por: Redação
Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) completa sete anos como importante aliado das Forças de Segurança - Foto: Gil Leonardi/Imprensa MG
Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) completa sete anos como importante aliado das Forças de Segurança - Foto: Gil Leonardi/Imprensa MG

Telas de vigilância ligadas 24 horas por dia. Mais de mil servidores de 18 instituições federais, estaduais e municipais unidos num trabalho que reforça a segurança de Minas Gerais sete dias por semana, 365 dias por ano. 

O Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) completa sete anos neste mês de março como referência de excelência na tomada de decisões ágeis, rápidas e inteligentes, em processo que otimiza recursos e ações das Forças de Segurança que atuam no estado. Parte de um projeto também do Governo Federal, o centro está localizado no Prédio Alterosas, na Cidade Administrativa.

Inaugurado em 2013, o CICC mineiro foi pioneiro em todo o país. O local que funciona como um centro de operações e inteligência entrou em operação durante a Copa das Confederações.

A estrutura é composta por 80 monitores e 24 painéis que mostram, em tempo real, mais de 1,1 mil pontos monitorados por câmeras localizadas em BH, na Região Mteropolitana e em estradas como a BR-040, a MG-010 e o Anel Rodoviário.

Entre as 18 instituições envolvidas, há órgãos ligados à Segurança Pública e destinados ao atendimento de serviços emergenciais como 190, 193, 197, 181. Há, ainda, monitoramento dos custodiados que usam tornozeleira eletrônica.

 

Coordenação - Todo o trabalho é coordenado pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), e conta com a atuação de: Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Militar, Polícia Civil, Departamento Penitenciário de Minas Gerais, Subsecretaria de Atendimento às Medidas Socioeducativas, Secretaria de Estado de Saúde, Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Coordenadoria Estadual de Defesa Civil, Polícia Rodoviária Federal, Guarda Civil Municipal de Belo Horizonte, Guarda Civil Municipal de Contagem, Cemig e Exército Brasileiro.

 

Crise - Em situações especiais e de crises, o CICC pode envolver até 42 entidades em operações, número total de estações de trabalho disponíveis. Isso mostra como a atuação conjunta é a alma do Centro. Na avaliação do superintendente de Integração e Planejamento Operacional da Sejusp, Leandro Almeida, “o CICC irá comemorar seu sétimo aniversário se consolidando como o ambiente da integração, troca de informações e apoio mútuo, promovendo sinergia entre os órgãos que diuturnamente nele atuam”.

No histórico de atuação, ações do CICC foram consideradas de extrema importância para a Segurança Pública na cobertura de grandes eventos, a exemplo da Copa do Mundo de 2014, as Olimpíadas de 2016 e a Copa América de 2019, além de acontecimentos anuais e periódicos como o Carnaval, a Virada Cultural de BH, as eleições e a aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). 

O CICC também foi utilizado para auxílio durante as tragédias dos rompimentos das barragens de Mariana e do Córrego do Feijão, em Brumadinho.

 

CICC Móvel - Desde 2014, o CICC também funciona em três caminhões com tecnologia embarcada, chamados de CICC Móvel. 

As viaturas são equipadas com diversos recursos de áudio, vídeo, equipamentos de informática, radiocomunicação, software e outros. A estrutura móvel é capaz de realizar as atividades de comando e controle em áreas específicas de interesse operacional por parte das instituições que integram as Forças de Segurança Pública, além de propiciar a tomada de decisões rápidas e de forma integrada.

O CICC Móvel foi usado pela primeira vez no Carnaval de 2016, em Belo Horizonte. Ele foi deslocado para os locais de maior aglomeração de público, proporcionando um aumento no monitoramento de pontos críticos com câmeras de grande alcance. Desde então, a estrutura tem contribuído com a segurança de grandes eventos no estado.