Mebox
Covid-19

Governo de Minas está arrecadando contribuições voluntárias de empresas

As contribuições podem ser feitas por meio do Portal MG, na aba “Covid-19 - doe aqui”

30/03/2020 13h50Atualizado há 2 meses
Por: Redação
Foto: Marcelo Barbosa/ Imprensa MG
Foto: Marcelo Barbosa/ Imprensa MG

O governo de Minas Gerais vem recebendo diversas propostas de doações de equipamentos, insumos hospitalares e aportes financeiros para enfrentar a pandemia do coronavírus. Nesta semana, o governador Romeu Zema disse estar "muito grato a todos eles" e anunciou que o Estado está arrecadando contribuições voluntárias de empresas e membros da sociedade civil para a conter a propagação do Covid-19.

Dentre os materiais oferecidos estão produtos de limpeza hospitalar, máscaras, torneiras e louças sanitárias, equipamentos de proteção individual para os profissionais que atuam no enfrentamento ao vírus e materiais para potencializar o aumento de leitos de Centro de Terapia Intensiva (CTI). A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) preparou uma lista com materiais e especificações de acordo com as normas hospitalares, que é repassada aos interessados.

O coordenador-adjunto da Defesa Civil de Minas Gerais, tenente-coronel Flávio Godinho, destaca que com as doações em dinheiro é possível ter agilidade na compra e na negociação direta com os fornecedores de materiais e insumos da Saúde.

As contribuições podem ser feitas por meio do Portal MG, na aba “Covid-19 - doe aqui”.

Podem colaborar com a campanha pessoas físicas ou jurídicas, que devem acessar este link. As dúvidas devem ser enviadas para o e-mail [email protected]

Para doação de recursos, será emitido um Documento de Arrecadação Estadual (DAE) pela Secretaria de Estado de Fazenda (SEF) para pagamento.

Entre as empresas e as organizações que procuraram o governo de Minas para oferecer recursos financeiros e materiais estão: Ingleza; Sul Americana de Metais (SAM); Banco Mercantil do Brasil; Fiat, MRV, Cedro Cachoeira, grupo Sinalmig, Agropéu; Docol; Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), VLI Logística, Ambev e Conselho Regional de Nutricionistas da 9ª região. “Isso mostra a responsabilidade que empresas e empresários têm em ajudar o próximo. Afinal, temos que pensar nos 853 municípios do estado”, afirma Godinho.

 

*Informações de Agência Minas

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários