Artigos

ENSAIOS TÉCNICOS UBERABENSES (V)

Guido Bilharinho

Guido Bilharinho

Guido BilharinhoAdvogado em Uberaba e autor de livros de literatura, cinema, estudos brasileiros, História do Brasil e regional.

01/04/2020 05h00
Por: Redação

XVIII – ESTUDOS LITERÁRIOS

Em 1964 foi publicado na coleção Cadernos da Academia (ALTM) o ensaio “Dom Casmurro e o Pessimismo de Machado de Assis”, no qual EDSON PRATA (1928-1990) discorre sobre o posicionamento de Machado e analisa as principais personagens dessa obra-prima da literatura.

No ano seguinte, na mesma coleção, EDSON PRATA publicou “Machado de Assis e o Direito do Trabalho”, em que expõe principalmente a posição de Machado a respeito do trabalho e do excesso de horas que era impingido aos trabalhadores.

Em 1967, ainda na coleção da Academia, EDSON PRATA lançou “Estudos de Literatura do Triângulo Mineiro”, analisando nada menos de 15 (quinze) obras de autores uberabenses, entre romances, poesias e ensaios.

Em 1968, EDSON PRATA publicou, pela livraria São José, do Rio de Janeiro, o livro “Machado de Assis – O Homem e a Obra Vistos Por Todos os Ângulos”, no qual, após dois alentados capítulos discorrendo e analisando aspectos da obra machadiana, reúne, em exaustivo trabalho de pesquisa, o que, em 125 (cento e vinte e cinco) citações, ensaístas e críticos expuseram a respeito do escritor carioca.

*

Em 1968, VÍTOR DE CARVALHO RAMOS (1893-1976), escritor e advogado goiano residente em Uberaba desde a década de 1920, teve editado em Goiânia a obra “Letras Goianas – Esboço Histórico”, em que estuda a literatura praticada no Estado de Goiás na Colônia, Império e República.

*

Pela conceituada e exigente editora Perspectiva, de São Paulo/SP, saiu, em 1988, o ensaio “O Menino na Literatura Brasileira”, de VÂNIA MARIA RESENDE, no qual a Autora analisa personagens infantis em expressivas obras da literatura brasileira e ainda publica três ensaios teóricos, encerrando o livro com a lapidar frase de Guimarães Rosa: “Um menino nasceu – o mundo tornou a começar”.

*

Pela também conceituada editora da UNICAMP, de Campinas/SP, foi lançado, em 1990, o livro “Mário de Andrade Plural”, de ELISA ANGOTTI, em que são focalizadas, como o título sugere, múltiplas manifestações intelectuais do célebre escritor paulistano.

*

Em 1998, publicamos “Romances Brasileiros: Uma Leitura Direcionada”, analisando inúmeros romances de 1870 a 1970 sob o prisma da dupla responsabilidade assumida pelos Autores ao se proporem a escrever romances com a verdade do ser humano e a qualidade estética das obras.

*

Em 2001, o romancista, poeta, dramaturgo, contista e visualista JOSÉ HUMBERTO HENRIQUES iniciou a elaboração de série de estudos literários com “José Lins do Rego – A Faca Afiada”, prosseguida com “Todas as Mulheres de Jorge Amado” em 2004, culminando até agora, nessa área, com “A Inutilidade da Estética” (2007), vencedor do prêmio Cidade de Manaus e já em segunda edição.

*

Em 2003 foi publicado o livro “A Expressão Literária”, de WANDY E. BENENCASE, em que desenvolve estudo sobre o tema-título, enfocando a palavra (ontogênese, derivação e regência), a frase (narração, dissertação, composta e complexa), o texto (coerência, coesão, forma), e a argumentação (literária e retórica).

*

Em 2015 publicamos pelo Fundo Municipal de Cultura os livros “Literatura e Estudos Históricos em Uberaba” e “Periódicos Culturais de Uberaba”.

*

O jornalista, memorialista e dramaturgo REINALDO DOMINGOS FERREIRA publicou, em 2016, o livro “Farsantasias”, título, conforme explica, tomado de James Joyce, no qual expõe teorias e análises de diversas obras, inclusive, do romance “Cangalha”, de José Humberto Henriques.

*

No blog https://guidobilharinho.blogspot.com/ publicamos, em janeiro/2018, “Arte, Poesia e Visual”, de teoria literária e artística; em maio, junho e julho/2018, “Movimentos Poéticos do Interior de Minas Gerais” (em 3 volumes); em agosto/2019, “Romances Europeus do Século XIX”, de análise e crítica de obras de Dostoievski, Tolstoi, Eça de Queirós, Camilo, Goethe, Balzac, Stendhal, Verga e outros.

 

XIX – REFLORESTAMENTO

Conquanto o reflorestamento na região se reporte às iniciativas pioneiras de José Maria dos Reis na década de 1920, foi nos fins da década de 1960, já em contexto bem diverso, que o reflorestamento tomou grandes proporções na região de forma empresarial, planejada e organizada.

*

A respeito do assunto, o pioneiro em tantas iniciativas industriais, comerciais, artísticas e culturais e também no reflorestamento, GILBERTO ANDRADE RESENDE, publicou em 1973 o livro “O Reflorestamento no Triângulo e o Grupo Triflora”, grupo do qual foi fundador e dirigente. Na obra, além de outros aspectos, expõe-se a legislação florestal, bem como se indicam as origens, organização, empresas integrantes e projetos executados pelo Grupo Triflora.

 

XX – PSICOLOGIA

A psicologia é uma das mais novas, senão a mais nova das ciências praticadas no país. Mesmo assim, na década de 1950 já mereceu capítulo próprio e do mesmo nível e proporções das demais ciências na notável obra “As Ciências no Brasil”, organizada por Fernando Azevedo, um dos intelectuais brasileiros mais respeitados, capítulo este constante do volume II, de autoria de M.B. Lourenço Filho, da mesma envergadura intelectual do organizador.

*

Em Uberaba, o primeiro livro editado sobre o assunto é, ao que se sabe, “Psicologia dos Pontos de Apoio” (1981), do médico NADIR DAHER, no qual, em onze capítulos, são abordados diversos aspectos da psicologia, entre os quais: A Natureza do Ser Humano (ainda denominado “Homem”), o Mundo em Que Vivemos, Freud e Outros Psicanalistas e Bases Para o Entendimento da Psicologia dos Pontos de Apoio, indicados como a religião, o sexo e o amor, aos quais são dedicados capítulos específicos.

*

Em 1983 e 1984 foram realizados nas então Faculdades Integradas de Uberaba (atual Universidade de Uberaba – Uniube), sob a coordenação da professora ANTÔNIA TERESINHA SILVA, quatro Congressos Internos de Psicologia Aplicada, dos quais foram publicados, em 1985, seus respectivos “Anais”, abrangendo relatos referentes às áreas clínicas, de educação e de trabalho, trazendo, ao final, informações sobre os participantes e, em apêndice, os programas dos quatro Congressos, realizados os dois primeiros em 1983 e, os dois últimos, em 1984. 

*

O psicanalista uberabense residente em Porto Alegre/RS, ALDUÍSIO M. DE SOUSA, entre outras obras, lançou, em 1996, o livro “Os Impasses do Amor”, que, conforme o Autor, apostando na extensão referencial do discurso psicanalítico, propõe leitura do “Banquete”, de Platão, da “Antígona”, de Sófocles, e de “Grande Sertão: Veredas”, de Guimarães Rosa, situando “a relação da Ética e do Amor através da problemática do desejo” encontrada nas citadas obras-primas. 

Nesse mesmo ano, ALDUÍSO M. DE SOUSA publicou, em plaquete de poucas páginas, o ensaio “A Questão do Sujeito”, no qual, já na capa, lança a indagação: “existiria incompatibilidade entre o sujeito poético e o sujeito ciência?”.

*

Em junho de 1998 realizou-se em Uberaba o II Fórum Mineiro de Psicanálise, que teve a psicóloga ILCEIA BORBA MARQUEZ como coordenadora geral e cuja Comissão Administrativa compôs-se inteiramente de psicólogos uberabenses. Desse Fórum, realizado por meio de conferências, mesas redondas, debates e cursos, resultou o livro “Psicanálise, Pra Que Isso?”.

*

Conquanto não seja obra especificamente de psicologia, o livro “Gêmeos – Semelhança Oculta” (1999), de autoria das irmãs ANI e INÁ BITTENCOURT, já em 3ª edição (2020), encerra e expõe experiências de duas gêmeas que se projetaram, como aventado introdutoriamente, em telepatia, consciência, premonição e simbiose.

*

Já em 2010, ILCEIA BORBA MARQUEZ publicou o livro “Gêmeas, Subjetividade e Narcisismo – Especificidades Interferentes”,  no qual, como afirma Renato Mezan, a Autora baseou-se no livro das gêmeas Ani e Iná Bittencourt, as quais, nos “Agradecimentos”, Ilceia indica como “musas inspiradoras”, bem como em caso clínico, em documentário de Chico Teixeira, em lendas da mitologia e em análises de costumes e crenças vigentes em sociedades primitivas.

 

Guido Bilharinho é advogado em Uberaba e autor de livros de literatura, cinema, estudos brasileiros, História do Brasil e regional editados em papel e, desde setembro/2017, um livro por mês no blog https://guidobilharinho.blogspot.com.br/

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários