Mebox
Univerdecidade

Vereador denuncia descarte irregular de móveis hospitalares

Acompanhado do assessor jurídico, ele acionou a Polícia Militar e lavrou boletim de ocorrência

07/04/2020 05h00
Por: Redação
Vereador Kaká Carneiro esteve no local na manhã de domingo e confirmou o descarte irregular do material - Foto: Divulgação
Vereador Kaká Carneiro esteve no local na manhã de domingo e confirmou o descarte irregular do material - Foto: Divulgação

Diversas cabeceiras de camas hospitalares, praticamente novas, foram descartadas na Univerdecidade. O vereador Kaká Carneiro, após denúncias, esteve no local na manhã de domingo (5) e confirmou o descarte irregular do material, que ainda estava embalado em caixas, esparramadas às margens estacionamento do CentroPark. 

Acompanhado do assessor jurídico, Matheus Sakamoto, o vereador acionou a Polícia Militar e lavrou boletim de ocorrência para que seja aberta uma investigação. O caso também deve ser encaminhado ao Ministério Público para que seja apurado.

No total foram encontraras dezenove cabeceiras de cama hospitalar, sem nenhum tipo de referência quanto sua procedência. "Todas novas, embaladas", diz o vereador.

De acordo com ele, não há como saber ainda qual a proveniência dos produtos, se pertencem a iniciativa privada ou à repartições públicas. "Tudo deverá ser devidamente investigado", afirma. 

Kaká Carneiro considera um absurdo o descarte de material hospitalar em meio a Pandemia da Covid-19. "Estamos vendo vários hospitais de campanha sendo montados e, aqui, encontramos material que poderia ser utilizado para este fim sendo descartado. É um absurdo. Revoltante!", lamenta. 

O vereador se dispôs a ficar com o material até que seja feita as investigações e, no momento oportuno, encaminhá-lo a alguma instituição. 

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários