Mebox
Covid-19

Jovem com coronavírus dá festa para 20 pessoas e contamina convidados

Ele pode responder por homicídio se algum contaminado morrer

08/04/2020 15h18Atualizado há 2 meses
Por: Redação
Fonte: O Tempo
Foto: Agência Brasil
Foto: Agência Brasil

A Polícia Civil de Minas Gerais está investigando um homem de 27 anos que teria desobedecido à ordem médica de isolamento social, dado uma festa no último sábado (4) e infectado vários participantes do evento com o novo coronavírus (Covid-19). O caso aconteceu em Coronel Fabriciano, na região do Rio Doce. 

O homem já sabia que estava com a doença e tinha orientação médica para ficar em isolamento domiciliar. Mesmo assim, ele convidou 20 pessoas para sua casa. “Após o evento, foram noticiados outros casos de pessoas apresentando sintomas suspeitos do novo coronavírus na cidade e são pessoas que supostamente teriam estado na festa promovida pelo homem”, informou a polícia. 

A Polícia foi notificada pela gerência epidemiológica do município e abriu investigações. O delegado Washington Alves Moreira Izaias explica que o homem será investigado pelos crimes de perigo de contágio de moléstia grave e infração de medida sanitária preventiva. Pelos crimes ele pode pegar seis anos de prisão. “E, caso o quadro clínico dos pacientes evolua para óbito, o suspeito poderá responder também pelo crime de homicídio, previsto no artigo 121 do Código Penal”, completou o Delegado.

A Polícia vai investigar ainda se as pessoas que participaram da festa e foram contaminadas estão ou não respeitando a orientação médica de se manterem isolados. “Qualquer denúncia de pessoas que se enquadrem na mesma situação desse indivíduo pode ser realizada pelo número 181”, concluiu Izaias. As investigações seguem em andamento.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários