Coluna

Vinhos & tal

Carlos Alberto Pereira

Carlos Alberto Pereira

Carlos Alberto PereiraEnófilo, Jornalista, Tecnólogo em Turismo e Hotelaria. Contato: [email protected] / 98412-6446

24/04/2020 05h00
Por: Redação

JURANÇON

Na Europa, os três mais importantes produtores de vinhos do mundo, França, Itália e Espanha, sofrem hoje com a pandemia do Covid-19, o que sem dúvidas fazem deles os países mais atingidos e com as maiores perdas de vida e de sua economia! Mas no passado, já sofreram com guerras, com outras epidemias e até com a praga de nome Phylloxera Vastatrix (que já falei por aqui), que literalmente, fez sumir do mapa, a produção vitivinícola destes países. São países acostumados com grandes reveses em suas economia e vida, mas que sempre saíram altivos e melhores!

Tenho certeza que esta crise, os deixarão ainda, mais fortalecidos e prontos para continuar nos encantando com suas gastronomias, artes e cultura! E hoje, quero falar de uma região da França, que produz um vinho muito peculiar, não muito conhecido, mas de uma elegância e sabor inigualável! Vou falar da região de Jurançon e de um vinho que leva o seu nome. Este é  um  vinho que pode ser seco e com bastante acidez para acompanhar pratos da sofisticada culinária francesa como um Foie Gras ou bem doce (sobremesa) que muito bem combina com um Crepe Suzette, recheado de morangos! Assim sendo, e como numa alegoria, vamos fazer deste momento de tristeza em uma comemoração da rudeza e da doçura da vida! Boa leitura!

 

História

Consta em registros, que desde à idade média, a cerca de 1.000 anos atrás, que o vinho Jurançon já é uma realidade. Ele já era desde então, um habitué das casas e das mesas de nobres franceses, nos lautos jantares oferecidos pela realeza.

Portanto, desde o século 14 que a denominação de Jurançon já está em vigor, onde as melhores áreas de vinhedos identificadas e valorizadas foram demarcadas pelos príncipes de Béarn e Navara, com o objetivo de taxação e impostos. Bèarn,é uma antiga província francesa situada no sopé dos Pirenéus, que formava com a Baixa Navarra, Laburde e Sola o departamento dos Pirenéus-Atlânticos. A denominação de Jurançon, foi certamente, uma das primeiras a ser incluída quando a França formalizou seu sistema “Appelation Contrôlée” em 1936. 

Região

Jurançon é uma região que fica no sudoeste da França, mais precisamente no departamento de Pyrénées-Atlantiques. Neste território, tem mais de 1.000 hectares de vinhas em cultivo, distribuídas por aproximadamente 40 Km², onde tem 25 comunidades. A produção se dá em encostas íngremes, cuja colheita é bem artesanal e manual. Sua altitude é superior às 300 m , e as  montanhas  estão bem próximas do mar. Assim sendo, a região é beneficiada por muito calor, o que proporciona o amadurecimento das castas brancas, próprias para este estilo de vinho, que colhidas uma-a-uma de forma lenta na medida que vão amadurecendo.

 

D.O Jurançon

Nome: Denominação Jurançon Controlée

Localização:Ao sul da cidade de Pau, na parte ocidental das montanhas dos Pirineus

Locais: 25 aldeias: Monein, Jurançon, Gan, etc

Tipo de Solo: Argila, Calcário,Seixos provenientes das montanhas

Área de cultivo: 750 ha (1.850 acres)

Produção: 4,5 milhões de garrafas

Branco seco: 75%

Uvas  Jurançon: Gros Manseng, Petit Manseng, Courbu, Camaralet de Lasseube ,Lauzet

Tipo de vinhos: Vinho branco doce, Vinho branco seco

Envelhecimento : Seco: 2 a 4 anos, Doce: 5 a 20 anos e mais

 

Estilos de vinhos

Jurançon Seco: É um vinho rico e  cheio de personalidade. Tem cor dourada com reflexos verdes, seus aromas são  florais e frutados, que nos remetem a maracujás e amêndoas. Harmoniza com salmão e trutas e carnes brancas.

Jurançon Doce: É um vinho de excelente estrutura, doce, com boa acidez. Sua coloração  oscila de esverdeado a ouro velho, e entrega  aromas de flores brancas, mel, pão torrado e frutas cristalizadas. Frutas como  mangas  e bananas, também podem ser encontradas em suas colheitas tardias. Harmoniza com Foie Gras e Roquefort e com doces franceses como Crepe Suzette com morangos.

 

Dica de Vinho

LAPEYRE JURANÇON MOELLEUX 

QUANTIDADE :375 ML

ESTILO : Sobremesa

PAÍS: França

REGIÃO: Sudoeste

PRODUTOR: Clos Lapeyre - Orgânico

SAFRA: 2017

UVAS: 80% Gros Manseng e 20% Petit Manseng

CARACTERÍSTICAS: Corpo Médio Corpo Médio.

ENVELHECIMENTO: Guardar pelo menos 3 anos /Sem madeira 

TEOR ALCOÓLICO: 12%

AÇÚCAR: 64,6 g/l

ACIDEZ: 6,1 g/l

PH: 2,97

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários