Cidade

Obra da Terezinha Campos Wack está parada aguardando a estiagem

É verdade que as obras de drenagem pluvial na Rua Terezinha Campos Wack e parte das transversais: Princesa do Sertão, Dolores Cunha Campos, Angélica e Vitório Varotto estão paradas já há algumas semanas. Orçado em R$ 1 milhão 551 mil 426,48 o serviço vai pôr fim a uma situação histórica na Vila Maria Helena, imediações da avenida Santa Beatriz. O investimento é fruto de recursos do Projeto Água Viva.
A atividade necessita de solo seco, conforme explica o engenheiro e coordenador do Projeto Água Viva, José Maria Barra. Segundo ele não tem como fazer qualquer ação com chuva ou tempo inconstante e que agir assim seria um erro e desperdício de recursos.
Fato ocorrido hoje demonstra bem a importância da obra, haja vista que veículo de carga teve incidente na via em ponto onde ainda não foram iniciadas as obras, fruto de afundamento de bloquete.
A necessidade da obra em toda a extensão, afirma Barra, é “córrego mal canalizado há décadas” (pelo menos cinco). Para sanar a situação e riscos estão sendo removidos todos os tubos.
O trabalho foi programado para três etapas. A primeira que já começou e está parada por conta do tempo instável, compreende trecho entre a avenida Santos Dumont e a rua Angélica, tendo sido tomado o cuidado de fazer um lado, depois outro e ante à paralisação impactar o menos possível no acesso às garagens dos imóveis ali existentes.
São necessários pelo menos dez dias consecutivos de sol para a retomada da obra, conforme informa José Maria Barra. “É necessário neste momento, para corrigir um problema histórico e diante de fenômenos naturais que nos obrigam a parar, que a população, sobretudo os moradores do entorno, tenha tolerância e entendimento”, pede.
As três etapas da obra devem estar concluídas dentro de aproximadamente três meses. Os bloquetes, pela dificuldade de mão de obra para assentamento darão lugar à pavimentação asfáltica e ficaram depositados no horto florestal para que sejam reutilizados posteriormente.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.