DestaquePolícia

Operação do Gaeco prende quadrilha acusada de roubo

Juliano Carlos

Quatro pessoas acusadas de roubo à residência acabaram presos pela polícia durante uma operação integrada em Uberaba. A operação “Harpia” foi realizada entre o Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público, Polícia Civil e Polícia Militar.
De acordo com o Delegado de Polícia Civil Gustavo Abrahão Anaí, os policiais realizaram a operação após investigações sobre um roubo a residência que ocorreu no bairro Oneida Mendes no dia 17 de julho do ano passado, onde o criminoso foi morto durante troca de tiros com militares que moravam na residência. Após o fato, eles fizeram investigações e identificaram o restante da quadrilha. Na manhã de ontem as equipes com policiais militares e integrantes do Gaeco, foram até uma residência na rua Joana Maria de Jesus e prenderam suspeito M.W.S., de 21 anos durante buscas os policiais não encontraram nenhum material na casa, mas cumpriram o mandato de prisão contra o jovem.
Em uma ação simultânea, outra equipe foi até a rua 30 no bairro Residencial Rio de Janeiro e prendeu o suspeito D.R.P., 22 anos que também era considerado foragido da Justiça. Já o casal identificado como M.E.Q.S., 34 anos D.D.P.C., 25 anos estavam reclusos na penitenciária local e tiveram os mandados de prisões compridos.
De acordo com o promotor de Justiça, José Cícero Júnior, as investigações apontaram que os suspeitos praticaram mais roubos pela cidade e o acusado D.D., é suspeito de participação em um latrocínio no dia 25 de Setembro do ano passado em uma empresa no Distrito Industrial I, onde os bandidos renderam um empresário de 77 anos e o filho dele e durante o roubo de um Toyota Corolla atiraram contra a vítima que morreu no local. A autoridade judiciária relatou ainda que os mandados de prisão são temporários, mas poderão ser convertidos em preventivos: “Vamos aguardar e tentar converter esses mandados de prisão para preventivos para que os criminosos possam continuar presos” finalizou Cícero.

O roubo – Segundo as investigações eles participaram de um roubo a residência na rua no bairro Oneida Mendes onde policiais militares que moravam na casa tinha acabado de fazer um culto. Quando uma das vítimas foi guardar o carro na garagem os criminosos chegaram em um veículo Volkswagen Parati de cor prata anunciaram o assalto, invadiram imóvel e renderam a todos. Houve troca de tiros no local e o suspeito Jefferson Cândido,19 anos foi baleado no peito e no pescoço e morreu na hora.
Todos os acusados de roubo à mão armada a residência e formação de quadrilha foram encaminhados para Delegacia de Polícia Civil e apresentados ao delegado de plantão Carlos Eduardo Gessy que cumpriu a ordem judicial. Posteriormente todos foram levados para Penitenciária Professor Aluízio Ignácio de Oliveira em Uberaba e permanecem à disposição da Justiça.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.