DestaqueNacional

PM abre concurso para contratar 150 soldados músicos e de saúde

A Polícia Militar (PM) informou que vai abrir inscrições no próximo dia 19 para o concurso que recrutará 150 soldados. As vagas, conforme a corporação, serão destinadas para profissionais da área da música e da saúde. A remuneração inicial é de R$ 3.506,41.
Confira o quadro de vagas: Músico: 90; Técnico de enfermagem: 26; Auxiliares de farmácia: 15; Técnico em patologia clínica: 9; Técnico de saúde bucal: 10.
Os interessados devem acessar o site da PM (www.policiamilitar.mg.gov.br) até o dia 20 de dezembro para efetivar a inscrição, que tem taxa de R$ 122,95. Será possível pedir isenção do valor entre os dias 21 e 22 de novembro. Conforme o edital, as provas estão previstas para serem aplicadas no dia 24 de fevereiro de 2019, das 8h30 às 12h30, e o resultado final deve ser divulgado no dia 17 de julho de 2019.
O edital para soldado músico e as orientações para os que vão concorrer na área da saúde podem ser consultadas também no site da PMMG.
Quem pode participar – Para participar do concurso é obrigatório ser brasileiro e ter entre 18 e 30 anos até o dia 1º de agosto de 2019. Além disso, o candidato deve ter curso superior e não pode ter tatuagem visível com o uso de uniformes, “que seja, por seu significado, incompatível com o exercício das atividades de policial militar”. Outra exigência que consta no edital é com relação a altura. Só podem participar do certame homens e mulheres com mais de 1,60 metro e que tenham sanidade física e mental e aptidão física.
Segundo a PM, o concurso tem três fases. A primeira consiste em uma prova de conhecimentos gerais. A segunda é composta por avaliações físicas, psicológicas e exames toxicológicos, e a terceira de prova prática.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.