Cidade

Preso acusado de mandar matar casal

Acusado foi preso em Goiatuba por policiais civis de Uberaba

Juliano Carlos

Jovem acusado de mandar matar casal em Uberaba que foi encontrado desovado em canavial próximo a Uberaba acabou preso pela Polícia Civil no Estado de Goiás durante operação.
A prisão aconteceu em Goiatuba (GO) quando os policiais da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da PC em Uberaba foram até a cidade goiana e cumpriram o mandado de prisão do acusado pelo crime. As equipes da PC chegaram em uma garagem de veículos e abordaram o suspeito que foi capturado e não resistiu à prisão. Eles ainda realizaram buscas no local e apreenderam uma arma de fogo que foi levada para a delegacia da PC de Goiatuba, onde o delegado ratificou o flagrante do suspeito.
Segundo informações da Polícia Civil ele é acusado de mandar matar um casal que desapareceu no dia (7) de fevereiro e foi encontrado desovado na BR-262 em um canavial.
No dia do crime a PM recebeu uma denúncia anônima, foi até o local e encontrou o homem e a mulher com várias perfurações pelos corpos.
Durante as investigações a PC descobriu que o homem morto no canavial, era principal suspeito de atirar contra outro casal no dia 17 de janeiro na porta de uma casa no bairro Oneida Mendes, quando eles foram socorridos pelo pedreiro que estava no imóvel e socorreu as vítimas encaminhadas para o Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM). O acusado de ser o mandante do duplo homicídio foi preso em flagrante e encaminhado para Delegacia de Polícia Civil em Uberaba onde teve um mandado de prisão cumprido. Na noite de ontem ele foi encaminhado para Penitenciária Professor Aluízio Ignácio de Oliveira, onde permanece a disposição da Justiça. O caso continua sendo investigado pela Polícia Civil.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.