Cidade

Primeiro LIRAa do ano começa na segunda

Serão 155 agentes de combate a endemias percorrendo a cidade para fazer o levantamento até a sexta-feira

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Departamento de Controle de Zoonoses e Endemias, realiza a partir de segunda-feira (14) o primeiro Levantamento de Índice Rápido de Infestação do aedes aegypti (LIRAa) de 2019. Serão 155 agentes de combate a endemias (ACE’s) percorrendo a cidade para fazer o levantamento até a sexta-feira (18).
O LIRAa é metodologia de trabalho que ajuda a mapear os locais com altos índices de infestação do mosquito aedes aegypti , e consequentemente, alerta sobre os locais com maior infestação e risco de transmissão das arboviroses. O mapeamento direciona os trabalhos de prevenção e combate. Em 2018, a Secretaria Municipal de Saúde realizou quatro levantamentos nos meses de janeiro, abril, agosto e outubro, com índices de 8,7%, 3,7%, 1,3% e 2,99% respectivamente.
Lara Rocha Batista, chefe do Departamento de Controle de Endemias e Zoonoses, explica que as visitas acontecem no período da manhã, das 7 às 13 horas, e que se a chuva não impedir, todo o trabalho de vistoria e coleta, no caso de haver larvas, será finalizado até sexta-feira. “Contamos com a colaboração da população. É muito importante que nos deixem fazer o levantamento para saber a situação em que nos encontramos em relação à infestação. Precisamos do LIRAa, pois ele nos dá indicativo para direcionar as ações, os locais de maior risco e os tipos de abordagens que precisamos realizar”, ressalta Batista.
Em caso de dúvidas sobre a identidade do agente, a chefe do Departamento de Controle de Endemias e Zoonoses, orienta a população a solicitar a identificação. “Toda nossa equipe está devidamente identificada. E se mesmo assim, houver dúvida, podem ligar para o disque dengue, no telefone 3317-4660 e pedir orientação”, destaca.

Entenda – Para a realização do LIRAa, o Município é dividido em estratos, com 9 a 12 mil imóveis. Os quarteirões são selecionados por programa de computador, o qual indica quantos e quais quarteirões a serem trabalhados. Em cada quarteirão, é pesquisado um a cada cinco imóveis. Os estratos com índices de infestação predial inferiores a 1% não apresentam risco. Já aqueles com índice de infestação entre 1% e 3,9% são considerados em situação de alerta. Considera-se o risco de surto de dengue quando o índice de infestação é maior que 4% dos imóveis pesquisados. Com as informações do LIRAa, a própria população toma conhecimento da incidência do mosquito em seu bairro e pode adotar medidas para se prevenir das arboviroses.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.