Cidade

Procon autua supermercado pela falta de produto em oferta

Conforme denúncia, local não possuía em estoque produto anunciado em publicidades da empresa

Atendendo reclamação de consumidora, a equipe de fiscalização da Fundação Procon Uberaba, autuou na tarde desta quinta-feira (10) uma unidade rede de supermercados instalada na cidade. O local estaria infringindo o artigo 37 do Código de Defesa do Consumidor (Lei 8.078/90). De acordo com a denúncia, o local não possuía em estoque, produto que estava sendo ofertado nas publicidades do estabelecimento.
Conforme o CDC, artigo 37, inciso I: “É enganosa qualquer modalidade de informação ou comunicação de caráter publicitário inteira ou parcialmente falsa, capaz de induzir em erro o consumidor a respeito da natureza, características, qualidade, quantidade, origem, preço e quaisquer outros dados sobre produtos e serviços oferecidos”.
A consumidora entrou em contato pelo Whatssap do Procon, após tentar e não conseguir comprar filezinho de frango. Após a chegada dos fiscais, o supermercado cumpriu a oferta, vendendo produto de outra marca que não a indicada nos informativos de oferta para a cliente.
Entretanto, a fiscalização verificou outra violação da lei consumerista no local: a limitação de quantidade de produto em promoção por consumidor, em cinco unidades por cliente, em desacordo com o artigo 39, inciso II do CDC “é vendado ao fornecedor recusar atendimento às demandas dos consumidores, na exata medida de suas disponibilidades de estoque, e, ainda, de conformidade com os usos e costumes”.
As autuações foram lavradas conforme determina a lei e a empresa terá dez dias para apresentar defesa, caso queira, ao Procon.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.