DestaquePolítica

PT anuncia acordo nacional com PSB e Lacerda terá que retirar candidatura

A Executiva Nacional do PT anunciou que fechou, nesta quarta-feira, em Brasília, um acordo eleitoral com o PSB. Pelo acordo, o PT retira a candidatura da vereadora do Recife Marília Arraes ao governo de Pernambuco. Em contrapartida, o PSB deverá optar pela neutralidade na disputa nacional, liberando os seus diretórios a se aliarem a candidatos do PT, em ao menos 14 estados, inclusive em Minas Gerais, com Fernando Pimentel (PT) e onde o ex-prefeito de Belo Horizonte Marcio Lacerda deverá retirar sua candidatura ao governo do estado.
O futuro de Lacerda foi tratado em reunião, em um hotel de Belo Horizonte, com a presença do presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, que teria vindo diretamente do Recife. Uma possibilidade é o lançamento do nome de Lacerda ao Senado Federal.
O presidente estadual do PSB em Minas, João Marcos Lobo, comunicou que o diretório nacional do partido solicitou que a legenda apoiasse o PT em Minas. “O debate certamente ficará muito prejudicado”, afirma. Ele não deu detalhes sobre a participação de Lacerda nas eleições de 2018.
Mais tarde, em nota informou que “após entendimentos das Direções Nacionais do PSB e do PT, houve determinação de apoio à candidatura ao governo do Partido dos Trabalhadores em Minas Gerais. A Direção Estadual do PSB tem entendimento contrário a essa decisão”. O presidente estadual do PSB não deu detalhes se será possível reverter o pedido.
Já o PT divulgou o fechamento do acordo nas redes sociais. O PSB marcou sua convenção nacional para domingo (5), para decidir sua posição nas eleições de 2018.
O acordo, caso confirmado, representa mais um revés para o candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, que tentava atrair o PSB e agora deve contar com apoio de poucos diretórios do partido, como Distrito Federal e Espírito Santo. Ciro perdeu também o apoio do Centrão para o presidenciável tucano Geraldo Alckmin.
Mais cedo, também nesta quarta-feira, o pré-candidato ao governo de Minas, Rodrigo Pacheco, se reuniu com Lacerda. O PSB também estava costurando o apoio do PV, Podemos, PRB, PDT, Pros e MDB.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.