Cidade

Reajuste dos servidores municipais será encaminhado à Câmara para votação

Segundo o secretário de Administração Rodrigo Vieira, o posicionamento da Prefeitura deve ser mantido

Após reuniões sobre as reivindicações do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Uberaba (SSPMU) e sobre a proposta, com o compromisso de reajuste de 8.8%, a Prefeitura de Uberaba deve prosseguir com o encaminhamento à Câmara Municipal de Uberaba para votação da pauta. Como já foi feito o fechamento da folha de março, mês referencial na data base, o reajuste deve ocorrer em maio com valores retroativos.
Conforme negociado com o sindicato anteriormente, a Prefeitura deve cumprir o compromisso de recomposição salarial relativo aos anos de (2015\2026) de 5.5%, mais o reajuste de 3.75% em relação a inflação de 2018, de acordo com o IPCA, o que dá 8.8%. Isso reflete o compromisso assumido anteriormente com o sindicato e deve impactar a folha de pagamento do município em R$ 23,5 milhões/ano. O Ticket Alimentação também terá reajuste de acordo com o IPCA, com aumento de R$ 20,00, e o impacto desta alteração implicará em um gasto de R$ 1,84 milhões por ano.
O tema foi assunto de assembleia, onde o Sindicato deliberou que os servidores municipais não concordaram com a proposta. Porém, segundo o secretário de Administração Rodrigo Vieira, o posicionamento da Prefeitura deve ser mantido. “O prefeito Paulo Piau destacou que somente em 2019 a dívida do Estado com o município já ultrapassa os R$ 20 milhões. Portanto manter este posicionamento é coerente com a responsabilidade fiscal que precisamos ter sempre. O aumento de R$ 25,3 milhões investidos em pessoal, em uma fase em que a crise financeira e econômica ainda persiste, esgota todas as possibilidades neste momento. Uma das maiores prioridades do prefeito é manter os salários em dia, por isso é necessário trabalhar de forma prudente”.
Sobre as reivindicações que não envolvem a parte financeira, mas sim de gestão, foi determinado pelo prefeito o acompanhamento direto do secretário de administração Rodrigo Vieira para a solução dos pedidos.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.