Política

Sedec propõe avanços na lei de Incentivos Fiscais e na criação da Lei de Inovação

Segundo o secretário da Sedec, José Renato Gomes, as propostas visam ao avanço no âmbito de incentivos para ambientes e ações de inovação

A Prefeitura de Uberaba deve dar novos passos para avançar na lei municipal de Incentivos Fiscais e na criação da Lei Municipal de Inovação. Após longos e aprofundados estudos com o envolvimento do Poder Público, universidades, empresas e ecossistemas de inovação, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação (Sedec) apresentou ontem as novas minutas que devem passar em breve por votação na Câmara Municipal de Uberaba. A reunião contou com a presença de vereadores, assessores, universidades, conselhos e representantes de startups na sede do Parque Tecnológico de Uberaba, em um momento de interação e esclarecimentos de eventuais dúvidas.
De acordo com o secretário da Sedec, José Renato Gomes, as propostas visam ao avanço no âmbito de incentivos para ambientes e ações de inovação, bem como atividades tecnológicas e a flexibilização de questões técnicas que vão facilitar ainda mais a consolidação de novos investimentos, tanto na área do Parque Tecnológico quanto no parque industrial do município. A gestora do Parque Tecnológico, Raquel Resende, detalhou os avanços e os princípios que baseiam a lei da Inovação e pontuou sobre a consolidação do Ecossistema de Inovação em Uberaba, que já tem reconhecimento a nível nacional. Já a presidente do Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico e Social (Comdesu), Anne Roy Nóbrega, esclareceu sobre o processo de Incentivo Fiscal abordando questões como a análise de interesse público e os critérios detalhadamente definidos em lei.
Para José Renato Gomes, o momento de apresentação antes de as leis seguirem para a Câmara Municipal foi importante para destacar a relevância dos avanços para o desenvolvimento de Uberaba. “Durante os últimos anos avaliamos as dificuldades e hoje estamos propondo alterações para que se continue neste processo de grande sucesso que tem sido a atração de investimentos. Hoje nossa legislação é pioneira e referência para diversos municípios, inclusive por indicação do Sebrae, Codemig e Indi. E temos convicção de que o cenário pode melhorar ainda mais, por isso esta modernização será tão importante”, avalia o secretário.
Luiz Dutra, secretário de Governo, reforçou a importância da lei apontando a relevância do momento de apresentação prévia da minuta e a interação de todos. “Tenho certeza que estes avanços vão alavancar ainda mais o desenvolvimento de nosso município. São diversas empresas sendo incentivadas, iniciando obras e já gerando empregos, e é isso que temos buscar, aliado à inovação e tecnologia com mais atração de empreendimentos para Uberaba”.
Após as apresentações sobre as minutas aos vereadores e entidades presentes, a manhã de discussões também contou com um Painel sobre as alterações na Lei de Incentivos Municipal e seus impactos na conquista de novos investimentos, com a participação dos vereadores em um espaço para interações e manifestações de dúvidas. Antes das propostas seguirem para a Câmara, o objetivo é que eles possam contribuir com o documento final e tirar todas as dúvidas com a equipe da Sedec.
Raquel Resende avalia que o momento superou as expectativas iniciais e cumpriu o objetivo de fomentar os olhares e discussões acerca das leis. “Conseguimos reunir vereadores, seus assessores, representantes do meio empresarial, de Startups e do meio acadêmico. Tivemos uma prévia do que será nossa proposta de legislação e Inovação e da importância dela para todos nós, pois os reflexos serão de competitividade para o município. O próximo passo será votar este projeto pioneiro na Câmara Municipal e colocar Uberaba em destaque nacional em políticas públicas de incentivo econômico e Inovação. Estamos entusiasmados”, concluiu a gestora do Parque Tecnológico de Uberaba.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.