ColunasMarcos Moreno - Moreno Pet News

Seguro saúde para animais? Sim senhor!

O Brasil é o quarto país do mundo com o maior número de animais de estimação, somando mais de 132 milhões de pequenos companheiros entre cães, gatos, aves, peixes e outros, aponta estudo realizado pelo IBGE. O amor é tamanho que cada vez mais pais e mães de pet estão aderindo a planos de saúde para os bichinhos. Somente em 2018, uma empresa de seguros obteve a contratação de aproximadamente 1,5 mil apólices nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro.
“Embora seja uma tendência recente, esse tipo de serviço ganha cada vez mais força. Não se trata mais de um luxo, restrito a quem tem dinheiro de sobra, uma vez que o valor parte de R$ 53 por mês”, explica Cláudio Moreira, fundador da empresa.
Para se ter ideia, o número de planos de saúde para pets contratados junto à corretora equivale a 50% do total de contratos feitos para seres humanos. Além de cobrir vacinas, consultas e exames, o animal de estimação também conta com visitas domiciliares, internações, cirurgias e até mesmo implantação de microchips para registro e acompanhamento, dependendo do plano.
Cães e Gatos representam a maior parcela de pets no país – totalizando 74,3 milhões de companheiros de quatro patas. E são também os mais segurados: em 2018, 60% das apólices da corretora seguraram amigos caninos, e 40% felinos. “A vantagem de adquirir um plano de saúde para eles é, principalmente, a de não precisar se preocupar com os gastos inesperados de idas e vindas ao veterinário caso adoeçam repentinamente”, afirma Moreira. De acordo com a empresa, a maior parte dos contratantes do serviço em São Paulo e no Rio de Janeiro são as mulheres, que representam 60% do total, enquanto os homens somam 40% do público.
A expectativa da corretora é fechar cerca de 3 mil planos de saúde pet até o final de 2019, o dobro em relação ao ano passado. “O crescimento acelerado do segmento superou nossas projeções e, caminhando para o meio do ano, já houve a contratação de 1,5 mil planos”, diz o empreendedor.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

Fechar