CidadeDestaque

Servidores da rede estadual de ensino fazem nova paralização

Danilo Cruvinel

Servidores estaduais da Educação deram início, ontem, a nova paralisação das atividades. A coordenadora de Uberaba do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG), Maria Helena Gabriel, explica que a medida foi tomada porque o governo não efetuou o pagamento dos servidores no quinto dia útil, como era pedido pela categoria. “Conforme nós já havíamos noticiado, se o governo não nos pagasse no quinto dia útil nós iríamos paralisar as atividades. Muitos pararam hoje, porque a nossa proposta é simples: não pagou no quinto dia útil, nós vamos parar”, comentou.
Entretanto, Maria Helena ressalta que muitos servidores em Uberaba preferiram esperar chegar o dia 13, data prevista para o governo efetuar o pagamento da primeira parcela. “Cada um tem o direito de tomar a sua decisão, porém é uma pena, porque nós temos que fazer a luta juntos. E o que ficou tirado pelo Sind-UTE/MG seria fazer a luta no quinto dia útil. Esperamos que a categoria compreenda que eles não vão receber tudo, pois o governo vai pagar até R$ 1,5 mil e não fala sobre os aposentados. Nós não sabemos se os aposentados vão receber ou não, pois na nota divulgada pelo governo não há citação sobre eles”, pontuou.
A coordenadora de Uberaba do Sind-UTE/MG relembra que no mês passado os aposentados só receberam no dia 26. “O governo deveria ter pagado os salários no quinto dia útil. Não o fez e divulgou uma tabela dizendo que pagaria até R$ 3 mil no dia 13 de junho. Não pagou. No dia 15, depositou apenas R$ 1,5 mil para os professores da ativa e nada para os aposentados. Na quarta-feira (20), o governo depositou mais R$ 1,5 mil e acertou a primeira parcela dos trabalhadores da ativa, sendo que a primeira parcela deveria ter sido paga integralmente no dia 13. Para os aposentados, foi depositado apenas R$ 500,00. No dia 26, o governo depositou o restante do dinheiro para os aposentados. Diante de muita luta, nós ficamos paralisados até o dia 26, inclusive os professores da ativa, mesmo tendo recebido, porque os aposentados fazem parte da categoria. Fizemos isso para garantir que eles recebessem. E nesse mês, o governo não fala nada sobre o pagamento dos aposentados e isso é uma das nossas preocupações, afinal de contas os aposentados trabalharam muito para ter esse direito, e os que estão na ativa também vão ser aposentados um dia. Não podemos permitir que os aposentados não tenham vez”, completou.
Ainda conforme Maria Helena, os professores estaduais irão a Belo Horizonte amanhã (11) para acompanhar a votação da PEC 49/18, que inclui na Carta Estadual a obrigatoriedade de pagamento do piso nacional aos trabalhadores da rede estadual de ensino. “Vamos para Belo Horizonte na madrugada de quarta-feira (11). Teremos uma ação na capital, onde estamos aguardando a votação da PEC 49, que nos garante o piso salarial. Em um primeiro momento, a PEC será votada hoje (10) e amanhã (11) continuam as votações. O Triângulo Mineiro estará em peso em BH, na Assembleia Legislativa, pressionando os deputados para votarem na PEC 49. Precisamos da votação dessa PEC, se não nossa vida está enrolada também”, concluiu.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios