Cidade

Sexta-feira Santa e Sábado Santo na Arquidiocese de Uberaba

A Arquidiocese de Uberaba promoveu a Missa da Unidade, que foi celebrada na quarta-feira

Na Sexta-feira Santa, hoje, a Igreja Católica celebra a Paixão e Morte de Jesus Cristo. O silêncio, o jejum e a oração marcam este dia que, ao contrário do que muitos pensam, não deve ser vivido em clima de luto, mas de profundo respeito diante da morte do Senhor. A Sexta-feira Santa é marcada por eventos especiais: a Via-Sacra, oração que contempla os últimos momentos de vida da vida de Jesus, é rezada pelas quinze estações da paixão, morte e ressurreição de Cristo. Às 15h, horário em que Jesus foi morto, é celebrada a principal cerimônia do dia: a Paixão do Senhor. Ela consta de três partes: liturgia da Palavra, adoração da cruz e comunhão eucarística. Depois deste momento não há mais comunhão eucarística até que seja realizada a celebração da Páscoa, no Sábado Santo.
Na Arquidiocese de Uberaba, a Sexta-Feira Santa é marcada pela Celebração da Paixão e a Procissão do Senhor Morto, que leva a imagem de Jesus pelas ruas da cidade, lembrando o sacrifício da morte de cruz. O arcebispo metropolitano de Uberaba, Dom Paulo Mendes Peixoto, irá celebrar, às 15h, na Comunidade São João Batista. Na Catedral, às 15h, haverá Celebração da Morte do Senhor e Veneração da Cruz. Às 19h30, Procissão com a imagem do Senhor Morto.

Amanhã – No Sábado Santo (20), a Igreja celebra a Vigília Pascal, que é considerada a mãe de todas as santas vigílias, porque a Igreja mantém-se à espera da vitória do Senhor sobre a morte. Inicia-se com a breve Liturgia da Luz. Nela, se acende a fogueira, abençoa-se o fogo e acende-se o Círio Pascal. Em seguida a Igreja medita as “maravilhas” que o Senhor fez por seu povo, desde o Antigo Testamento. Os fiéis ouvem atentamente as leituras e Salmos, fazendo memória do Povo de Deus.
Segue-se a Liturgia Batismal. Os fiéis participam da vida e ressurreição do Cristo, como homens e mulheres novos. Após a Liturgia Batismal, são convidados à Liturgia Eucarística, onde participam da mesa que o Senhor preparou para todos, com sua morte e ressurreição. Esta é a grande festa dos cristãos. Deve ser celebrada em comunidade e com grande alegria.
Na Arquidiocese de Uberaba, Dom Paulo celebrará a Vigília Pascal, às 19h30, na paróquia Cristo Bom Pastor, no Conjunto Volta Grande. Na programação da Catedral, a Celebração da Solene Vigília Pascal será às 19h30. Aos que forem à Catedral nesta noite, é pedido que levem uma vela para a Renovação das Promessas Batismais.

Missa da Unidade – A Arquidiocese de Uberaba promoveu a Missa da Unidade, que foi celebrada na quarta-feira (17), na Catedral Metropolitana de Uberaba. O arcebispo metropolitano de Uberaba, Dom Paulo Mendes Peixoto, uniu-se com os padres, diáconos, seminaristas, religiosos e religiosas, leigos e leigas, nesse importante momento em que todo o clero arquidiocesano renova os votos sacerdotais e concelebra com o Arcebispo a Unidade do Povo de Deus em torno do Sacramento da Eucaristia, instituído por Jesus, na Última Ceia. Durante a celebração, houve a bênção dos Santos Óleos utilizados pelas paróquias da Arquidiocese para a celebração dos sacramentos: Batismo, Crisma e Unção dos Enfermos.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.