Cidade

Solenidades celebram a paixão, morte e ressurreição de Jesus em Uberaba

A Igreja Católica prepara-se para viver a semana mais importante dentro do seu calendário Litúrgico. A Semana Santa marca os principais acontecimentos da vida de Jesus e que são celebrados até hoje dentro da tradição da Igreja. De Domingo de Ramos ao Domingo de Páscoa, todas as Paróquias realizam as celebrações próprias deste tempo.
A Semana Santa, sobretudo o Tríduo Pascal, é a ocasião para um retiro espiritual intenso. Seja ocasião para convidar à especial participação e para proporcionar a todos uma intensa experiência de fé e de encontro com Deus através das celebrações, dos Sacramentos e dos demais momentos devocionais desses dias sagrados.
No dia 14 de abril é celebrado o Domingo de Ramos, abrindo a Semana Santa. As paróquias realizam a Caminhada de Ramos, relembrando o dia que Jesus voltou à Jerusalém e foi recebido por uma multidão. Na Catedral, o momento terá início às 9h, com Benção dos Ramos, no Salão Paroquial, Procissão e Missa de Ramos. Às 19h, Missa Solene de Ramos. Neste dia também acontece a Coleta Solidária da Campanha da Fraternidade (CF). O dinheiro arrecadado será usado nas ações, por todo Brasil, que englobam o tema da CF deste ano, que é “Fraternidade e Políticas Públicas”.
Na Quarta-feira Santa, dia 17 de abril, às 19h, todo o Clero se reúne diante do arcebispo, Dom Paulo Mendes Peixoto, na Catedral Metropolitana de Uberaba para a Missa da Unidade, Celebração dos Santos Óleos, onde acontece a renovação dos votos sacerdotais e a bênção dos óleos sacramentais. Esta missa é celebrada por todo Presbitério da Arquidiocese de Uberaba, com representantes de todas as paróquias.
Na Quinta-feira Santa, dia 18 de abril, é celebrada a Missa da Ceia do Senhor e Lava-pés, lembrando a instituição da Eucaristia e o gesto de humildade de Jesus, que lavou os pés de seus discípulos ensinando-os a serem sempre humildes servidores. Neste dia o arcebispo, Dom Paulo, celebrará a Missa da Ceia do Senhor e Lava-pés, às 19h30, na Comunidade São João Batista. Na Catedral, a celebração será às 20h, com Vigília de Adoração, no Salão Paroquial, até à meia-noite.
Na Sexta-Feira Santa, dia 19, acontece a Celebração da Paixão e a Procissão do Senhor Morto, que leva a imagem de Jesus pelas ruas da cidade, lembrando o sacrifício da morte de cruz. O arcebispo irá celebrar, às 15h, na Comunidade São João Batista. Na Catedral, às 9h, haverá Confissão comunitária. Às 15h, Celebração da Morte do Senhor e Veneração da Cruz. Às 19h30, Procissão com a imagem do Senhor Morto.
No Sábado de Aleluia (20), acontece a Bênção do Fogo e a Vigília Pascal. Uma noite cheia de simbolismo, que traz a luz e a água do batismo, sinais fortes da fé católica. Dom Paulo celebrará a Vigília Pascal, às 19h30, na paróquia Cristo Bom Pastor, no Conjunto Volta Grande. Na programação da Catedral, a Celebração da Solene Vigília Pascal será às 19h30. Aos que forem à Catedral nesta noite, é pedido que levem uma vela para a Renovação das Promessas Batismais.
O Domingo de Páscoa é o dia da grande festa da Ressurreição de Cristo. Dom Paulo celebrará, às 10h, Santa Missa na Catedral Metropolitana de Uberaba. No mesmo dia também haverá missa às 19h na Catedral, celebrada pelo pároco, monsenhor Valmir Ribeiro. Às 19h, o arcebispo presidirá Solene Missa de Páscoa em Aparecida de Minas (MG), na paróquia Nossa Senhora Aparecida.

Celebrações do Arcebispo – Na Quarta-feira Santa (17), o arcebispo metropolitano de Uberaba, Dom Paulo Mendes Peixoto, celebrará a Missa da Unidade, às 19h, na Catedral Metropolitana de Uberaba. Na Quinta-feira Santa (18) celebrará a Missa da Ceia do Senhor e Lava-pés, às 19h30, na Comunidade São João Batista, localizada no bairro Deolinda Freire. Na Sexta-feira da Paixão (19), o arcebispo presidirá Celebração da Morte do Senhor, às 15h, também na Comunidade São João Batista.
No Sábado Santo, celebrará a Vigília Pascal, às 19h30, na paróquia Cristo Bom Pastor, no Conjunto Volta Grande. No Domingo de Páscoa, Dom Paulo celebrará, às 10h, Santa Missa na Catedral Metropolitana de Uberaba. Às 19h, o arcebispo presidirá Solene Missa de Páscoa em Aparecida de Minas (MG), na paróquia Nossa Senhora Aparecida.

Programações paroquiais – Cada paróquia terá uma programação com horários específicos, por isso, o interessado deve entrar em contato com a paróquia para obter a programação, que é distribuída ao final das missas. A Arquidiocese de Uberaba irá disponibilizar em seu site todas as programações enviadas.

Confissões – A Semana Santa é tempo propício para reflexão e conversão. Após o período da Quaresma, em que os católicos se dedicam às práticas do jejum, da oração e da penitência, se faz necessário celebrar esta data livres do pecado. Por isso também, muitos fiéis procuram o Sacramento da Confissão. As Regiões Pastorais da Arquidiocese de Uberaba organizaram mutirões de confissão durante toda a Quaresma. Confira no site da Arquidiocese de Uberaba os próximos mutirões de confissões ou informe-se na sua paróquia.

Celebrações da Semana Santa
Domingo de Ramos (14 de abril) – O Domingo de Ramos marca o início da Semana Santa. É a celebração da acolhida do Senhor, que humildemente segue a vontade do Pai. Com a procissão e bênção dos ramos, a Igreja celebra a entrada de Jesus em Jerusalém, a caminho da sua paixão, morte e ressurreição. Durante a procissão, os cristãos manifestam sua fé em Jesus, Rei e Senhor.

Missa da Unidade – Celebração dos Santos Óleos (17 de abril)
A Missa da Unidade aponta para a união do sacerdócio dos ministros da Igreja com o “único sacerdócio de Cristo”. É presidida pelo bispo e concelebrada por todos os presbíteros, que renovam o seu compromisso de servir o povo de Deus. Nesta celebração, também são abençoados os óleos que serão utilizados nos importantes sacramentos: o crisma, o óleo dos catecúmenos e o óleo para os enfermos.

Missa da Ceia do Senhor – Lava Pés (18 de abril)
A Missa da Ceia do Senhor abre o Tríduo Pascal. Nesta celebração, temos o rito do Lava-pés, recordação do gesto de Jesus durante a Última Ceia, quando lavou os pés dos seus apóstolos. Celebramos também a Instituição da Eucaristia e do Sacerdócio.
Cristo, na noite em que ia ser entregue, ofereceu a Deus o seu Corpo e o seu Sangue, sob as espécies do Pão e do Vinho, e os entregou a seus discípulos.
Após a Celebração da Eucaristia, os fiéis participam da Transladação do Santíssimo Sacramento. Em seguida, permanecem em Vigília Eucarística.

Celebração da Paixão do Senhor (19 de abril)
A Sexta-feira Santa é dia de jejum e penitência, marcado por eventos especiais: a Via-Sacra, oração que contempla os últimos momentos de vida da vida de Jesus, é rezada pelas quinze estações da paixão, morte e ressurreição de Cristo; e a Paixão do Senhor, às 15 horas, lembrando sua morte consumada e a esperança da ressurreição, o mistério da Páscoa.
Cristo oferece a salvação para todos e, em sintonia com toda a Igreja, elevamos ao Pai a Oração Universal, pedindo por todas as necessidades do mundo. Cada fiel é convidado a adorar o “lenho da Cruz do qual pendeu a salvação do mundo”.

Vigília Pascal
(20 de abril)
É considerada a mãe de todas as santas vigílias, porque a Igreja mantém-se à espera da vitória do Senhor sobre a morte. Inicia-se com a breve Liturgia da Luz. Nela, se acende a fogueira, abençoa-se o fogo e acende-se o Círio Pascal. Em seguida a Igreja medita as “maravilhas” que o Senhor fez por seu povo, desde o Antigo Testamento. Ouvimos atentamente as leituras e Salmos, fazendo memória do Povo de Deus.
Segue-se a Liturgia Batismal. Participamos da vida e ressurreição do Cristo, como homens e mulheres novos. Após a Liturgia Batismal somos então convidados à Liturgia Eucarística. Participamos da mesa que o Senhor preparou para nós, com sua morte e ressurreição. Esta é a grande festa dos cristãos! Deve ser celebrada em comunidade e com grande alegria.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.