Política

Uberaba em luto oficial de três dias pelo falecimento do ex-prefeito Silvério Cartafina

O ex-prefeito Silvério Cartafina Filho foi velado no anfiteatro do Centro Administrativo Prefeitura

Faleceu na noite de quarta-feira (12), aos 92 anos, em decorrência de problemas renais, o ex-prefeito de Uberaba, Silvério Cartafina Filho. Silvério era médico e foi prefeito de Uberaba de 1977 a 1983. Seu mandato foi prorrogado em dois anos em razão de reforma constitucional. O ex-prefeito deixa a esposa e ex-vereadora, Teresinha Pinto Cartafina, cinco filhos, oito netos, entre eles, o deputado federal Franco Cartafina e dois bisnetos.
O velório aconteceu no anfiteatro do Centro Administrativo Prefeitura até às 14h30. O sepultamento no Cemitério São João Batista aconteceu no fim da tarde de ontem.
O prefeito Paulo Piau, lamentou o falecimento do ex-prefeito e baixou decreto de luto oficial por três dias, período em que as bandeiras deverão permanecer hasteadas a meio mastro.
A gestão de Cartafina foi marcada por importantes projetos habitacionais: conjuntos Cássio Resende, Guanabara, Frei Eugênio, Alfredo Freire, Costa Telles, Volta Grande e Cartafina. Foi também no seu mandato a construção do centro administrativo no então distrito – hoje município- de Delta.
Como prefeito, Silvério Cartafina Filho também construiu a sede do Probem (à época Combem) e a capela do Cemitério Municipal, e criou a Fundação Cultural de Uberaba (1982) e as escolas de Delta e Ponte Alta. Também foi o responsável pela desapropriação da área do Distrito Industrial II. O ex-prefeito inaugurou as escolas municipais Santa Maria e Maria Carolina Mendes e promoveu o prolongamento da avenida Guilherme Ferreira até a Marcus Cherém, bem como a pavimentação da avenida Abílio Borges, entre outras ações.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.