CidadeNotícias

Uso do taxímetro é discutido em Uberaba

Depois da assinatura do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre taxistas, sindicatos e cooperativas de táxi, a Prefeitura de Uberaba, por meio da Secretaria Municipal de Defesa Social, Trânsito e Transporte (Sedest) junto ao Ministério Público de Minas Gerais visando à adequação dos serviços na cidade, a Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor promoveu na manhã de ontem, uma reunião envolvendo todos os representantes para esclarecer todos os fatos acerca do documento, que já segue em vigor. A celebração do TAC foi motivada diante de inúmeras reclamações de passageiros referente à cobrança da tarifa. Estiveram presentes no encontro o titular Sedest, Wellington Cardoso; a promotora de Justiça, Monique Mosca Gonçalves; o chefe do departamento de Transportes Especializados/Sedest, Marcos Santanna e representantes da classe.
A representante do Ministério Público destacou que os consumidores devem começar a exigir o uso do taxímetro durante as corridas. “Isso não impede que seja cobrado um valor promocional a ser combinado com o motorista, entretanto, é obrigatório que o taxímetro esteja ligado, assim o consumidor terá certeza que estará pagando o preço justo e de fato com desconto”, esclarece a promotora.
Segundo o secretário Wellington Cardoso, em Uberaba, alguns taxistas aderiram ao uso do aplicativo, o que foi liberado pelo Ministério Público. “Por meio do aplicativo oferecido por uma cooperativa pode ser calculada a tarifa antecipadamente. Nesse caso, não é necessário o uso do taxímetro, desde que seja comprovada a opção da cobrança. São duas alternativas que o cliente terá facilitando a escolha do cliente. Mas, importante destacar que mesmo assim o cliente pode solicitar o taxímetro e nesse caso, se o valor cobrado pelo aplicativo for maior valerá o taxímetro e vice-versa”, orienta Cardoso.
O presidente do Sindicato dos Taxistas, Orlando Urbano afirmou que a expectativa dos motoristas e permissionários é que a situação melhore, até mesmo porque os passageiros terão duas opções de cobrança, o que garantirá uma melhor escolha do serviço.

Fiscalização – Em Uberaba existem atualmente 123 veículos credenciados e licenciados pelo município e todos são anualmente vistoriados para que a liberação da atividade, assegurando assim a segurança dos passageiros. Durante a reunião foi levantada a questão sobre a fiscalização dos veículos e o secretário Wellington Cardoso esclareceu que é preciso respeitar a legislação e que a fiscalização é necessária, e será contínua a partir deste mês de outubro. “É preciso voltar ao ponto zero respeitando a legislação e o bom atendimento. Estamos vivendo um momento onde a concorrência existe e não podemos fingir que nada está acontecendo”, diz.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.