Política

Uso sustentável de terrenos vagos pode ajudar o controle do Aedes aegypti

Ao pronunciar durante reunião do Comitê de Enfrentamento das Arboviroses/Prefeitura de Uberaba, segunda-feira (6), o vice-prefeito João Gilberto Ripposati defendeu a intensificação das campanhas de conscientização junto à população para o combate a dengue, independentemente do período do ano.
“É preciso buscar mais envolvimento e participação das instituições comunitárias e moradores no apoio a essas ações”, completou o vice-prefeito, que citou experiências bem sucedidas em anos anteriores, envolvendo escolas da comunidade. Ripposati lembra que essas ações contaram com a participação cidadã dos estudantes na mobilização e conscientização no combate à dengue, que apresentaram resultados satisfatórios.
O vice propôs ainda, a adoção de quarteirões nos bairros para manter esses ambientes constantemente limpos. “Nos meses mais frios do ano, em geral, diminui o número de insetos em circulação, mas isso não significa que podemos descuidar do combate ao Aedes aegypti. O problema é de todos”, reforçou Ripposati, que elogiou a iniciativa do comitê.
O vice-prefeito está se desdobrando para viabilizar alternativas sustentáveis com a utilização de áreas públicas e particulares para produção de alimentos, através de parcerias. A proposta está em fase final de elaboração junto aos setores competentes da PMU.
Nesta quarta-feira, 8, acontece a “Parada Final contra a Dengue”, a partir das 9h. Esta ação, em parceria com o Tiro de Guerra, contemplará os bairros Pacaembu, Planalto, Nossa Senhora Aparecida, Mangueiras, Vila Presidente Vargas e Isabel do Nascimento.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.