Política

Vereador Almir critica falta de bom senso de passageiros

Vereador Almir critica falta de bom senso de passageiros e pede aumento de assentos prioritários nos ônibus coletivos

Apesar da situação absurda, o vereador Almir Silva (PR) disse não ter tido outra alternativa, a não ser apresentar requerimento ao prefeito Paulo Piau, solicitando o aumento de assentos destinados a idosos, deficientes e gestantes, nos ônibus coletivos que prestam serviços em Uberaba. O problema, segundo o vereador, é a falta de consciência e de educação de outros passageiros.
Mesmo sendo uma questão de bom senso, Almir lembra que é comum pessoas novas e saudáveis não cederam os lugares. “A pessoa acha que nunca vai envelhecer, que será nova eternamente. Entra um deficiente, uma gestante e ninguém levanta, a não ser naqueles assentos que são destinados para estas pessoas”, comentou o vereador.
O vereador Ronaldo Amâncio (PTB) parabenizou pela iniciativa e analisou a diferença de cultura. Ele lembrou que quando morava no Rio de Janeiro percebeu que era comum os passageiros sentados se oferecerem até mesmo para levar pacotes de compra de supermercado, por exemplo. Ao tentar fazer o mesmo em Uberaba, segundo ele a passageira (uma estudante), achou que queria roubar os livros dela.
“Eu já presenciei outras situações e sempre defendo que precisamos ensinar estas coisas para nossas crianças, pois tenho a certeza de que lá na frente, mesmo que a gente não veja, o País será diferente”, disse Ronaldo Amâncio.
Para Almir, devido a esta falta de consciência, todos os assentos deveriam ser prioritários. “Já que as pessoas não têm sensibilidade”, acrescentou. Ronaldo Amâncio sugeriu que as empresas realizem campanhas educativas dentro dos ônibus, com este objetivo.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.