DestaqueNotíciasPolítica

Vereador pede vistas para PL sobre Resíduos Sólidos

Projeto de Lei assinado pelo Poder Executivo, que institui a Política Municipal de Resíduos Sólidos, recebeu pedido de vistas pelo vereador Ismar Vicente dos Santos – Marão nesta terça-feira (10), na sessão da Câmara.
Marão tomou a decisão diante da quantidade de emendas acostadas à proposta nos últimos dias. “Meu objetivo é somente estudar melhor as emendas acrescidas à matéria. Quero analisar minuciosamente todas as propostas apresentadas pelos parlamentares”, justificou.
O projeto é uma regra geral para o Município, que segue uma diretriz federal. Uma das mudanças futuras previstas na proposição é com relação à coleta seletiva, que será realizada em dias distintos.
De acordo com o Executivo, na matéria estão delimitados princípios, objetivos, instrumentos, obrigações e direitos no que tange ao tema, demonstrando o rumo exato que Uberaba deseja tomar na gestão de resíduos, que integra desde a fomentação da diminuição de geração até, em último caso, a destinação final dos mesmos.
O secretário Municipal de Meio Ambiente, Carlos Messias, esteve presente na sessão para defender o projeto [que tem também o envolvimento das secretarias de Governo e de Serviços Urbanos]; no entanto, em decorrência do pedido de vistas, se colocou à disposição dos parlamentares para esclarecer qualquer dúvida relativa ao mesmo.
Entre os objetivos da Política Municipal de Resíduos Sólidos estão a proteção da saúde pública e da qualidade ambiental; não geração, redução, reutilização, reciclagem e tratamento dos resíduos sólidos, bem como disposição final ambientalmente adequada dos resíduos e dos rejeitos; estímulo à adoção de padrões sustentáveis de produção e consumo de bens e serviços; adoção, desenvolvimento e aprimoramento de tecnologias limpas como forma de minimizar impactos ambientais; redução do volume e da periculosidade dos resíduos perigosos; incentivo à indústria da reciclagem, tendo em vista fomentar o uso de matérias- primas e insumos derivados de materiais recicláveis e reciclados; integração dos catadores de materiais reutilizáveis e recicláveis nas ações que envolvam a responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos; e incentivo ao desenvolvimento de sistemas de gestão ambiental e empresarial voltados para a melhoria dos processos produtivos e ao reaproveitamento dos resíduos sólidos, incluídos a recuperação e o aproveitamento energético.
O projeto, que havia sido discutido anteriormente em reuniões entre parlamentares e representantes da prefeitura, deve retornar ao plenário em agosto.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.