Política

Vereadores reforçam as críticas contra a Prefeitura e pedem providências

O desabafo do presidente da Câmara encontrou apoio dos demais vereadores. Samuel Pereira (PR) fez coro à fala do presidente. Segundo ele, são várias as situações, como a tentativa de suprimir uma árvore há seis meses, a qual tem risco de cair em cima dos alunos de uma escola. “Só existe a avenida Claricinda e o Jardim Belo Horizonte por causa da Câmara, entre outros projetos”, afirmou Samuel.
Outra situação mencionada por ele, é que vários vereadores solicitam iluminação, limpeza, sendo que esta semana a Prefeitura assinou uma Parceria Pública-Privada (PPP) da iluminação pública e não convidou nenhum vereador.
Almir Silva (PR) concordou com o presidente. “Tem que ter parceria mesmo”, afirmou. Segundo ele, quando era vice-prefeito deu o crédito para o ex-vereador China, que trabalhou muito para a obra da avenida Claricinda. “O que o vereador Ismar está cobrando não é para ele, é para a comunidade da qual ele está perto. Está faltando diálogo, respeitar quem tem mandato”, disse Almir, lembrando que quando tem um problema, um buraco, uma árvore precisando de poda, ou qualquer obra, a população cobra é dos vereadores e não do prefeito.
O vereador Fernando Mendes (PTB) também se manifestou. Ele disse que não tem a mesma experiência, pois está no seu primeiro mandato, mas já teve algumas decepções, não diretamente com o prefeito, mas algumas pessoas que o rodeiam.
Mendes contou que já vivenciou situações de ser desprestigiado, enquanto outras pessoas aparecem como se tivessem sido as responsáveis pelas conquistas. Ele ainda argumentou que é muito mais fácil votar contra a Prefeitura, politicamente falando.
Para o vereador Ronaldo Amâncio (PTB), o princípio da honra é algo que deveria vir em primeiro lugar. “É inadmissível não honrar quem está lutando e também é parceiro. É preciso melhorar esta comunicação e espero que isto seja resolvido harmonicamente, da melhor maneira possível, pois a população precisa dos dois poderes”, concluiu.
A vereadora Denise da Supra (PR) também criticou a situação, relatando que nos eventos em que estão presentes os vereadores não tem os nomes citados, e não são chamados para nada. “A Casa precisa mostrar qual é a sua função, nós estamos sendo despeitados pelo Executivo”, acrescentou. De acordo com ela, já implorou para o secretário “Toninho” fazer uma limpeza nas imediações da Supra, onde o mato está muito alto, oferecendo risco para quem trabalha e os animais que estão no local, mas não recebe nenhuma atenção, “O prefeito precisa tomar providências e começar a mandar neste pessoal, falta pulso com os secretários”, finalizou Denise.
Para o vereador Agnaldo Silva (PSD), não resolve ficar lendo requerimentos, reiterando os pedidos. “A Câmara precisa mostrar seu posicionamento, ter uma postura. Eu quero ajudar a melhorar, e não ficar em rede social, que não é produtivo e só recebemos críticas”, analisou Agnaldo. Ele inclusive disse que está saindo de todas as redes sociais e que não precisa disso para mostrar serviço.
O vereador Kaká Carneiro (PR) alegou que todo o desgaste que teve foi por conta do governo municipal, durante os seis anos em que é vereador. De acordo com ele, a população espera que sejam 100% representantes do povo, e que mudou a maneira como enxerga a política, com a consciência de que o deputado que manda uma emenda não faz mais do que a obrigação dele.
Kaká disse que está 100% independente e faz as coisas do jeito que quer, pois, a população cobra. “Como líder da oposição, sou fiscalizador dos atos do Executivo. Espero mais parlamentares para somar, se não estiverem confortáveis na base do governo”, convidou o vereador.
O líder do governo, vereador Rubério dos Santos (MDB), disse entender que o prefeito não deve estar a par de toda esta situação, destes enganos. “Eu comungo com o fato de estarem chateados e lamentando, pois isto não pode acontecer, é preciso que haja sintonia entre as partes”, afirmou o líder.
De acordo com Rubério, é preciso cobrar do prefeito e seus secretários. Para ele, alguns setores da Prefeitura precisam deixar de ficar com ciúmes, pois primeiro estão resolvendo as coisas para a população, depois para o prefeito e, por último, para o vereador. “Que o entendimento não fique apenas nas palavras, mas também nas ações”, completou.
Marão ainda se manifestou mais uma vez. “Tudo o que falei, não é direcionado ao prefeito Paulo Piau, que é uma pessoa do bem e trabalhadora”.
O presidente disse que fez o desabafo, pois em momento nenhum esconde que pertence a base. Segundo ele, quer reverter a situação em que o Executivo se encontra hoje, para que Paulo Piau saia da prefeitura com uma boa aprovação. “Eu quero o melhor para a cidade”, finalizou Marão.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.